sicnot

Perfil

Desporto

Polícia de Nápoles deteve dez pessoas suspeitas de viciação de resultados no futebol

A Polícia de Nápoles deteve hoje dez pessoas ligadas a um grupo mafioso denominado 'Vanella Grassi' que, de acordo com as investigações, alteraram o resultado de jogos da segunda divisão italiana de futebol.

© Max Rossi / Reuters

Os dez detidos foram sujeitos a medidas cautelares por suspeitas de terem influenciado os resultados dos jogos Modena-Avellino e Avellino-Reggina, confirmaram as autoridades.

A investigação intercetou conversas telefónicas entre membros do grupo, os quais falavam em "comer três almôndegas", naquilo que seria uma associação ao resultado entre o Avellino e o Reggina (3-0).

Entre os investigados estarão os futebolistas Armando Izzo, do Génova e recentemente convocado pelo selecionador Antonio Conte, e Francesco Millesi, do Avellino, mas a nenhum destes foram aplicadas medidas cautelares.

Lusa

  • Hoje joga Portugal (mas antes há um Uruguai-Rússia em direto na SIC)

    Mundial 2018 / O Mundial

    Começa a última jornada da fase de grupos do Mundial, com quatro jogos por dia. Às 15:00, numa partida transmitida em direto na SIC, a anfitriã Rússia e o Uruguai resolvem qual poderá ser o adversário de Portugal nos oitavos de final. Isto, dependendo claro da prestação da seleção nacional frente ao Irão, ao fim da tarde, uma vez que a qualificação não está garantida (e pode até depender do resultado do Espanha-Marrocos).

  • "É a primeira vez que vai ser testado o programa do Nuno Crato"
    0:57

    País

    Os alunos do 11º e 12º anos de escolaridade fazem hoje o exame de matemática, uma das provas mais importantes no acesso à universidade e para a conclusão do ensino obrigatório. No final do secundário, são quase 50 mil os alunos que hoje fazem a prova que acarreta algumas alterações instituídas ainda pelo ex-ministro Nuno Crato, como explicou à SIC Notícias o diretor do Liceu Camões, em Lisboa.

  • "Isto é a demagogia à solta"
    0:45

    Opinião

    Quem o diz é Luís Marques Mendes a propósito da aprovação esta semana da lei do CDS-PP que elimina o adicional do imposto sobre os combustíveis. O comentador da SIC critica a oposição por ter levado a votação uma lei inconstitucional e acusa ainda os parceiros de Governo de deslealdade. 

    Luís Marques Mendes