sicnot

Perfil

Desporto

Portugal mantém-se em oitavo no ranking da FIFA

A seleção portuguesa de futebol manteve-se no oitavo lugar do ranking da FIFA, hoje divulgado, que continua a ser liderado pela Argentina e que registou uma única alteração entre os 10 primeiros classificados.

Seleção Nacional durante o treino no estádio de Wembley em Inglaterra.

Seleção Nacional durante o treino no estádio de Wembley em Inglaterra.

© Reuters Staff / Reuters

A Áustria trocou de posição com a Inglaterra, desalojando do 10.º lugar a seleção britânica, que caiu para o 11.º posto, assumindo-se com o melhor classificado dos três adversários de Portugal no grupo F do Campeonato da Europa de 2016.

A Hungria e a Islândia, que também vão defrontar a seleção lusa na fase final do Europeu de França, tiveram sortes distintas na nova classificação da FIFA: os húngaros desceram dois lugares, para o 20.º, enquanto os islandeses subiram um posto, para o 34.º.

Apesar de Argentina e Bélgica se manterem nas duas primeiras posições, o topo da tabela registou mais algumas 'mexidas', com a Colômbia e a campeã mundial Alemanha a subirem um lugar, para terceiro e quarto, respetivamente, beneficiando da queda do Chile de terceiro para quinto.

Entre os países lusófonos, o Brasil mantém-se como o mais bem colocado, no sétimo posto, imediatamente à frente de Portugal, enquanto Cabo Verde é 49.º, Moçambique 97.º, Guiné-Bissau 115.º, Angola 123.º, São Tomé e Príncipe 152.º e Timor-Leste 177.º.

O Burkina Faso, comandado pelo português Paulo Duarte, subiu do 75.º para 0 73.º lugar, enquanto Gabão, cujo selecionador é Jorge Costa, mantém-se no 88.º posto.

- Ranking da FIFA, a 2 de junho:

1. (1) Argentina, 1.503.

2. (2) Bélgica, 1.384.

3. (4) Colômbia, 1.328.

4. (5) Alemanha, 1.310.

5. (3) Chile, 1.293.

6. (6) Espanha, 1.267.

7. (7) Brasil, 1.257.

8. (8) Portugal, 1.181.

9. (9) Uruguai, 1.150.

10. (11) Áustria, 1.077.

(...)

49. (47) Cabo Verde, 620.

73. (75) Burkina Faso, 479.

88. (88) Gabão, 388.

97. (101) Moçambique, 349.

115. (102) Guiné-Bissau, 303.

123. (121) Angola, 292.

152. (150) São Tomé e Príncipe, 197.

177. (175) Timor-Leste, 110.

Lusa

  • Negócios do Fogo
    22:00
  • Direção da Raríssimas na Madeira demitiu-se em setembro
    1:58

    País

    Três representantes da Raríssimas na ilha da Madeira demitiram-se, em setembro, de costas voltas para a direção. A delegação da instituição na ilha começou em 2015 e fechou com as três demissões. Em entrevista à SIC, uma das antigas delegadas afirmou que todos os fundos angariados foram para a sede, em Lisboa, ficando depois sem dinheiro para pagar as despesas.

  • Deputado do PSD recusa vice-presidência da Raríssimas
    1:58

    País

    Nas reações políticas ao caso da Raríssimas, o PSD e CDS dizem que é preciso acionar todos os mecanismos legais apropriados para averiguar a situação. O deputado social-democrata, Ricardo Baptista Leite, que tinha sido convidado recentemente para vice-presidente da instituição, diz que já não há condições para tomar posse.

  • Turistas aproveitam nevão na Serra da Estrela
    1:23
  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59
  • Dezenas de feridos em protestos contra decisão de Trump em Israel
    1:55
  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.