sicnot

Perfil

Desporto

Fernando Gomes reeleito presidente da FPF até 2020

Fernando Gomes foi reeleito hoje presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), até 2020, na Assembleia Geral eleitoral do organismo, à qual concorreu sem oposição.

O dirigente da FPF recebeu 70 votos dos 76 delegados, de um total de 84 (92 por cento), que exerceram o direito de voto. A lista da Direção teve também seis votos em branco.

Líder da FPF desde 2011, Fernando Gomes apresentou-se ao ato eleitoral praticamente com a mesma equipa, exceção feita às presidências do Conselho de Arbitragem (CA), com José Fontelas Gomes no lugar de Vítor Pereira, e do Conselho de Disciplina (CD), com José Manuel Meirim em vez de Herculano Lima.

O CA recebeu 64 votos a favor, mais dez brancos e dois nulos, enquanto o CD mereceu 68 votos, sete brancos e um nulo.

José Luís Arnaut vai continuar a ser o presidente da Assembleia Geral, enquanto Ernesto Ferreira da Silva continua a liderar o Conselho Fiscal e Manuel dos Santos Serra o Conselho de Justiça.

A acompanhar Fernando Santos na Direção continuam também Carlos Coutada, Elísio Carneiro, Hermínio Loureiro, Humberto Coelho, João Vieira Pinto, Mónica Jorge, Pauleta, Pedro Dias e Rui Manhoso, sendo que o presidente da Liga de clubes, Pedro Proença, é vice-presidente por inerência.

A reunião magna decorreu na Cidade do Futebol, em Oeiras.

Os órgãos sociais eleitos vão ser empossados na terça-feira, a partir das 18:00.

  • "É mais um notável tiro no pé de Passos Coelho"
    4:04

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite, a polémica em torno de Pedro Passos Coelho, depois do presidente do PSD ter pedido desculpas por ter "usado informação não confirmada", ao falar na existência de suicídios, depois desmentidos, como consequência da falta de apoio psicológico na tragédia de Pedrógão Grande. Sousa Tavares considera que Passos Coelho deu "mais um tiro no pé" e defende que o líder da oposição "está notoriamente desgastado" e "caminha para uma tragédia eleitoral autárquica".

    Miguel Sousa Tavares

  • Este texto é sobre o bom senso. O bom senso que faltou a Passos Coelho quando, esta manhã, depois de uma visita pelas áreas ardidas de Pedrógão Grande, decidiu falar em suicídios. Passos não se referiu a tentativas, mas sim a atos consumados. Deu certezas. Disse que tinha conhecimento de “pessoas que puseram termo à vida” porque “que não receberam o apoio psicológico que deviam.”

    Bernardo Ferrão

  • Simplex+2017 promete simplificar burocracia
    1:08

    País

    Já está online o novo Simplex+2017, que vai simplificar a vida dos cidadãos, empresas e administração pública. Pagar impostos com cartão de crédito e ter o cartão de cidadão ou a carta de condução no telemóvel são alguns exemplos do que está previsto.

  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.