sicnot

Perfil

Desporto

FIFA suspende proibição imposta aos clubes de recorrerem a investidores

A FIFA suspendeu hoje a proibição que aplicou ao clube belga FC Seraing de contratar novos futebolistas nas próximas quatro janelas de transferências, por ter recorrido a investidores na aquisição de jogadores.

© Ruben Sprich / Reuters

O FC Seraing tinha contestado a decisão através de um recurso para o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS), sedeado na Suíça.

Esta decisão da FIFA não decorreu de uma imposição do TAS e significa que os clubes podem voltar a recorrer à 'ferramenta' dos investidores em direitos económicos dos jogadores no mercado de transferências.

Muitos clubes, sobretudo de países mais pequenos, com menor capacidade financeira, alegam que o recurso a investidores permite ter equipas mais competitivas, reduzindo o 'fosso' que as separa das equipas dos clubes mais ricos, ao ter acesso a jogadores, através das receitas provenientes desses investidores, que não teriam capacidade, em condições normais, de contratar.

A proibição imposta pela FIFA foi levantada até que o TAS dê o seu veredito sobre o caso do clube belga FC Seraing, sendo expetável que venha a ser conhecido durante o verão.

O TAS já tinha tomado uma decisão favorável à Doyen Sports no caso Marco Rojo no litígio com o Sporting, rejeitando as alegações do clube português, que negociou o futebolista argentino para o Manchester United sem pagar a percentagem dos direitos económicos que aquele fundo de investimento detinha no respetivo passe.

O organismo máximo do futebol mundial tinha proibido a participação de investidores em direitos económicos dos jogadores a partir de 01 de maio de 2015, decidindo que os contratos assinados antes de 31 de dezembro de 2014 teriam a validade de sua duração e os acordos firmados entre 01 de janeiro e 30 de abril de 2015 só poderiam ter um ano de duração.

Na prática, a nova regra protegia os investimentos já feitos, restringia os acordos celebrados entre janeiro e abril e proibia esse tipo de negócio a partir de maio.

Lusa

  • "Já só lhes resta uma coisa: bisbilhotar comunicações privadas"
    2:57

    Caso CGD

    O primeiro-ministro diz que o PSD atingiu o grau zero da política, quando chegou à "bisbilhotice" de querer ver as mensagens trocadas entre o ministro das Finanças e António Domingues. A polémica da Caixa Geral de Depósitos voltou a marcar o debate quinzenal, com António Costa a garantir que nunca esteve em causa a entrega de declarações da administração. Já o PSD e o CDS a acusaram o Governo de violar as regras da transparência e de oprimir os direitos da oposição.

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • Técnica de defesa contra aperto de mão de Donald Trump
    1:39
  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.

  • Vestidos da princesa Diana em exposição
    1:29

    Mundo

    As roupas mais emblemáticas da princesa Diana vão estar em exposição no Palácio de Kensington, em Londres, a partir de sexta-feira. O objetivo é mostrar a evolução do estilo da princesa de Gales, considerada um dos maiores ícones de moda de sempre.