sicnot

Perfil

Desporto

Blatter diz que viu sorteios na Europa em que esfriavam as bolas

O ex-presidente da FIFA, Joseph Blatter, revelou que foi testemunha de sorteios na Europa em que se aqueciam e esfriavam as bolas que continham os nomes das equipas, mas garantiu que isso nunca sucedeu na FIFA.

© Denis Balibouse / Reuters

Numa entrevista publicada segunda-feira pelo diário argentino La Nación, Blatter afirmou que "é possível sinalizar as bolas aquecendo-as ou esfriando-as", que é um mecanismo utilizado para influenciar o cruzamento das equipas nos sorteios.

"O sorteio da FIFA era limpo até ao último detalhe. Eu jamais toquei nas bolas, coisa que outros faziam. Podem-se sinalizar as bolas aquecendo-as ou esfriando-as. É tecnicamente possível. Fui testemunha em sorteios a nível europeu em que isso aconteceu", disse Blatter, garantindo que na FIFA, que dirigiu entre 1998 e 2015, "isso nunca se fez".

Blatter explicou que as bolas "eram colocadas numa geleira" e que a simples comparação entre umas e outras ao tocá-las "permitia determinar as que estavam frias e quentes".

Quanto às investigações levadas a cabo pela Justiça norte-americana e pelo Comité de Ética da FIFA, afirmou que "nada vai ser encontrado" porque a lei penal suíça "nunca foi violada", assegurando estar de "consciência tranquila".

Blatter contou ainda que no Mundial 2014, no Brasil, minutos depois de a seleção argentina ter sido derrotada na final pela Alemanha, por 1-0, ao entregar o troféu de melhor jogador da competição a Lionel Messi, este repetia para si mesmo "sou o melhor, mas não sou campeão".

"Cristiano Ronaldo não se pode comparar com Leo Messi. Claro que Messi é melhor. Gostava muito de conversar com ele, é um bom rapaz", rematou Blatter.

Lusa

  • Primeiro-ministro hoje na cidade da Praia 

    País

    O primeiro-ministro, António Costa, está hoje em Cabo Verde para a a IV cimeira bilateral entre Portugal e aquele país africano, aproveitando a passagem pela cidade da Praia para inaugurar a escola portuguesa.

  • As polémicas do primeiro mês de Donald Trump como Presidente
    3:17
  • Deputados britânicos debatem hoje petição que desvaloriza visita de Donald Trump

    Mundo

    Os deputados britânicos debatem hoje uma petição que reclama que a futura visita de Estado do Presidente norte-americano, Donald Trump, seja reduzida a uma visita oficial, enquanto dezenas de milhares de pessoas se manifestam sobre o mesmo assunto. Dezenas de milhares de pessoas são esperadas hoje nas ruas de várias cidades do Reino Unido, em protestos organizados para coincidir com a discussão no parlamento (na Câmara dos Comuns) de uma petição 'online' que já tem quase dois milhões de subscritores.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Matteo Renzi demite-se da liderança do Partido Democrático

    Mundo

    O antigo primeiro-ministro italiano Matteo Renzi demitiu-se hoje da liderança do Partido Democrata (PD), uma decisão que faz parte de uma estratégia para retomar o controlo da formação de centro-esquerda, onde uma minoria mais à esquerda ameaça cindir-se.

  • Benefícios fiscais trouxeram a Portugal 10 mil estrangeiros em 2015

    Economia

    Os benefícios fiscais em Portugal atraíram mais de 10 mil estrangeiros no ano passado. A maioria vem com o estatuto de residente não habitual, que dá isenção total de IRS aos reformados por dez anos e 20% de isenção no imposto para profissionais que estiverem ligados a atividades de valor acrescentado como Psicologia, Investigação ou Medicina.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.