sicnot

Perfil

Desporto

Blatter diz que viu sorteios na Europa em que esfriavam as bolas

O ex-presidente da FIFA, Joseph Blatter, revelou que foi testemunha de sorteios na Europa em que se aqueciam e esfriavam as bolas que continham os nomes das equipas, mas garantiu que isso nunca sucedeu na FIFA.

© Denis Balibouse / Reuters

Numa entrevista publicada segunda-feira pelo diário argentino La Nación, Blatter afirmou que "é possível sinalizar as bolas aquecendo-as ou esfriando-as", que é um mecanismo utilizado para influenciar o cruzamento das equipas nos sorteios.

"O sorteio da FIFA era limpo até ao último detalhe. Eu jamais toquei nas bolas, coisa que outros faziam. Podem-se sinalizar as bolas aquecendo-as ou esfriando-as. É tecnicamente possível. Fui testemunha em sorteios a nível europeu em que isso aconteceu", disse Blatter, garantindo que na FIFA, que dirigiu entre 1998 e 2015, "isso nunca se fez".

Blatter explicou que as bolas "eram colocadas numa geleira" e que a simples comparação entre umas e outras ao tocá-las "permitia determinar as que estavam frias e quentes".

Quanto às investigações levadas a cabo pela Justiça norte-americana e pelo Comité de Ética da FIFA, afirmou que "nada vai ser encontrado" porque a lei penal suíça "nunca foi violada", assegurando estar de "consciência tranquila".

Blatter contou ainda que no Mundial 2014, no Brasil, minutos depois de a seleção argentina ter sido derrotada na final pela Alemanha, por 1-0, ao entregar o troféu de melhor jogador da competição a Lionel Messi, este repetia para si mesmo "sou o melhor, mas não sou campeão".

"Cristiano Ronaldo não se pode comparar com Leo Messi. Claro que Messi é melhor. Gostava muito de conversar com ele, é um bom rapaz", rematou Blatter.

Lusa

  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Itália tenta colocar migrações na agenda do G7 contra vontade dos EUA
    1:45
  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.