sicnot

Perfil

Desporto

Governo brasileiro sem dinheiro para fazer face às despesas dos Jogos Olímpicos

CORRESPONDENTE SIC

Governo brasileiro sem dinheiro para fazer face às despesas dos Jogos Olímpicos

A 49 dias da abertura dos Jogos Olímpicos, o governo brasileiro reconhece que não tem dinheiro para fazer face às despesas já assumidas. Devido à crise financeira, houve cortes que tiveram que ser feitos na organização. Agora, o Brasil deixa ao critério das entidades competentes a adopção de medidas necessárias para que haja os mínimos essenciais para realizar os jogos.

Há salários em atraso e obras ainda por concluir, nomeadamente os acessos aos equipamentos desportivos e a linha de metro. Há também compromissos de contratação de seguranças e outro pessoal que é necessário ter a postos durante os jogos. Este estado de calamidade é mais um revés na organização dos Jogos Olímpicos pelo Brasil, a juntar à instabilidade política, à crise financeira e ainda aos receios com o vírus Zika.

O Governo do Rio de Janeiro teme um total colapso na segurança e na saúde. No entanto, o decreto apresentado pode fazer com que seja desbloqueado mais dinheiro para que sejam asseguradas as despesas dos Jogos Olímpicos, como explica a correspondente da SIC no Rio de Janeiro, Ivani Flora.

  • Dijsselbloem mostra algum arrependimento mas recusa demitir-se
    2:40

    Mundo

    Jeroen Dijsselbloem diz que cabe ao Governo português avançar com o nome de Centeno para a presidência do Eurogrupo, mas escusa-se a comentar essa possibilidade. Para já, o holandês não se demite do cargo. Esta quinta-feira ouviu as críticas dos eurodeputados no Parlamento Europeu.

  • Há cada vez menos portugueses

    País

    A população em Portugal diminuiu no ano passado, pelo oitavo ano consecutivo, já que o número de mortes continua a ser superior ao de nascimentos, revelam dados hoje divulgados pelo INE.

  • Será que lavar em lavandarias self-service compensa?
    8:21
  • Depois de dar a volta (de bicicleta de Lisboa a Setúbal)

    País

    Missão cumprida. A SIC foi dar uma volta de bicicleta, acompanhando a primeira etapa de uma iniciativa que pretende impulsionar o uso dos velocípedes no país. Ao longo desta quarta-feira, publicámos vários vídeos em direto na página de Facebook da SIC Notícias, que aqui reunimos, em jeito de balanço.

    Ricardo Rosa

  • Primeira dama chinesa defende avanços na igualdade

    Mundo

    A primeira dama chinesa, Peng Liyuan, defendeu os avanços da China em matéria de igualdade dos géneros. Uma rara entrevista, difundida numa altura em que feministas chinesas asseguram serem controladas pela polícia face às suas campanhas.