sicnot

Perfil

Desporto

Cervi quer atingir no Benfica o nível de Gaitán ou Di Maria

O futebolista argentino Franco Cervi, um dos reforços do Benfica, afirmou hoje que pretende atingir o nível de jogadores como Di Maria ou Gaitán, referindo que quer ganhar títulos no clube.

Ricardo Mazalan

"Fui muito bem recebido no clube e por todos os colegas de equipa e as expetativas são altas. Espero adaptar-me o mais rapidamente possível. Esta equipa tem um grande objetivo, que é ganhar títulos", disse o jogador.

Cervi, de 22 anos, que alinhava no Rosario Central, referiu que pretende atingir o nível de outros jogadores argentinos que passaram pelo clube, casos de Di Maria ou Gaitán, explicando que quer se adaptar à nova realidade.

"São grandes jogadores e espero chegar ao nível deles, mas primeiro quero adaptar-me o mais depressa possível. Passaram aqui grandes jogadores argentinos. Não sinto essa pressão de ser o substituto de Gaitán", afirmou antes da sessão de treino, que decorreu no Centro de Estágio do Seixal.

O futebolista argentino deixou também elogios aos novos companheiros do Benfica, referindo que vai haver muita competição por um lugar na equipa.

"Gosto de jogar do meio-campo para a frente, de subir. Agora tudo depende se vou ou não jogar. Estou surpreendido com todos, há sempre competição, mas são bons companheiros e temos de dar o nosso melhor. Admiro todos os jogadores, ainda só fiz um treino e apercebi-me de que são grandes jogadores", concluiu.

No segundo dia de trabalho da nova época, a equipa do Benfica começou o dia com testes físicos e testes médicos, tendo depois decorrido no período da tarde um treino no Centro de Estágio do Seixal, que foi aberto à comunicação social nos 15 minutos iniciais.

O técnico Rui Vitória voltou a contar com os mesmos 22 jogadores que tinham estado nos trabalhos na véspera, com o guarda-redes Júlio César a ficar no ginásio devido a problemas físicos.

Estiveram no relvado Paulo Lopes, Ederson, André Almeida, Nélson Semedo, Luisão, Jardel, Lisandro, Kalaica, Lystsov, Grimaldo, Marçal, Dawidowicz, Gilson Costa, André Horta, João Teixeira, Pizzi, Salvio, Cervi, Gonçalo Guedes, Rui Fonte, Saponjic e Luka Jovic.

Devidamente autorizados para se apresentarem mais tarde estão Talisca, Fejsa, Mitroglou, Carcela, Samaris, Lindelof, Jonas, Raúl Jiménez e Eliseu.

Lusa

  • Apoiar o Governo "é um dever constitucional"
    0:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa diz que apoiar o Governo é um dever constitucional do Presidente da República. Num balanço do primeiro ano em Belém, Marcelo respondeu assim a quem o acusa de andar com o Governo "ao colo".

  • Brexit só avança com aprovação parlamentar
    3:04

    Brexit

    O Supremo Tribunal britânico decidiu que o Governo precisa de ter a aprovação do Parlamento para avançar com o Brexit. A decisão foi validada por uma maioria de oito contra três juízes e justificada esta terça-feira pelo Supremo britânico. Por consequência, a libra esterlina atingiu a cotação mais alta do ano em relação ao dólar.

  • Primeira-ministra da Escócia apela ao voto contra a saída da UE
    2:25

    Brexit

    Depois da decisão do Supremo Tribunal britânico em relação ao Brexit, a primeira-ministra da Escócia veio pedir aos deputados que votem contra a saída da União Europeia. Nicola Sturgeon vai apresentar uma moção no Parlamento escocês para que este se pronuncie sobre o Brexit.

  • "A Miss Helsínquia é a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza"

    Mundo

    Sephora Lindsay Ikabala venceu o concurso Miss Helsínquia 2017 e, desde então, tem vindo a ser insultada e criticada nas redes sociais. A nigeriana de 19 anos vive na cidade desde criança. "A Miss Helsínquia é literalmente a mulher mais feia que já vi num concurso de beleza", é apenas um dos muitos comentários que circula nas redes sociais.

  • As propostas Chanel para a próxima estação
    1:34

    Mundo

    Um dos desfiles mais aguardados do mundo da moda aconteceu esta segunda-feira, em Paris, com as propostas da casa Chanel para a próxima estação primavera/verão. No final do desfile, e pela primeira vez em 30 anos, Karl Lagarfeld não deu nenhuma entrevista à comunicação social.