sicnot

Perfil

Desporto

Primeiro hotel da marca Pestana CR7 abre portas no Funchal

O primeiro dos quatro hotéis da parceira entre o maior grupo hoteleiro português e o futebolista português Cristiano Ronaldo, o Pestana CR7, no Funchal, que aposta na modernização e inovação, abre as portas na sexta-feira.

Homem de Gouveia

Durante a apresentação da nova unidade hoteleira, o presidente do grupo, Dionísio Pestana, salientou que "fazia sentido" esta primeira unidade da nova marca surgir no Funchal, visto ser a cidade natal do craque português, sublinhando que os próximos serão inaugurados em Lisboa (no terceiro trimestre deste ano), seguindo-se Madrid e Barcelona, que são "projetos a concretizar em 2017".

"Esta nova marca vem obrigar o grupo, que tem 40 anos de hotelaria, a modernizar-se e a pensar diferente. O Grupo Pestana foi obrigado a inovar e vamos procurar fazer melhor em Lisboa", disse o hoteleiro, mencionando que a nova unidade na Madeira tem 25 trabalhadores.

O responsável referiu que o novo hotel vai abrir por fases, perspetivando que atinja "a velocidade cruzeiro" no prazo de 10 dias, representou um investimento cerca de 6% do total estimado para as quatro unidades hoteleiras na ordem dos 70 milhões de euros.

Dionísio Pestana considerou que o investimento, "da forma como foi concebido, vai bater um dos recordes do grupo e será recuperado em cerca de cinco anos".

Segundo o responsável, o CR7 na zona do porto do Funchal foi "inicialmente concebido para ser um aquário, mas, com a crise, o Governo da Madeira não teve dinheiro para acabar o projeto" e não conseguiu viabilizá-lo através do aluguer de espaços para escritório.

"O então presidente do Governo [da Madeira, Alberto João Jardim] contactou-me a ver se tinha alguma ideia para este edifício", apontou, resumindo que acabou por surgir a possibilidade de uma parceria com Cristiano Ronaldo "50/50", o Pestana CR7 no Funchal, com o conceito de hotel/boutique.

O hoteleiro destacou que esta nova marca, a quarta do grupo - depois do Pestana Resorts, do Collection e das Pousadas -- foi projetada "a pensar em especial nas novas gerações".

O hotel no Funchal, com apenas um piso, tem 49 quartos e a suíte Cristiano Ronaldo, sendo o edifício dividido por um corredor com cerca de 100 metros, onde se "respira" futebol, pois tem afixado na parede uma camisola do CR7, a alcatifa é verde e as luzes no chão são inspiradas nas linhas de um campo de futebol.

Em todos os quartos, decorados em tons cinza, existem quadros em banda desenhada de Mário Linhares, que representam várias etapas da vida do jogador, como a localidade onde nasceu, a sua passagem pelo Clube Andorinha, pelo Sporting, Manchester, Real Madrid, as bolas e botas de ouro, a condecoração pela Região Autónoma da Madeira, a família, acabando com uma de Ronaldo olhando para o futuro. Também não faltam almofadas com imagens de bananas e as casas de banho recriam o ambiente de um balneário.

Dionísio Pestana destacou ser "fundamental" a "componente local" para o sucesso deste projeto, pelo que a entrada do hotel pretende ser um "ponto de encontro" de pessoas, estando aberto ao público em geral, o mesmo acontecendo com o bar da piscina.

Ainda não tem data oficial para a inauguração, disse, sublinhando que esta vai contar com a presença do "sócio" Cristiano Ronaldo, o que "depende do calendário", admitindo o hoteleiro reforçar a parceria com o internacional português.

Lusa

  • Passos nega que resultado das autárquicas ponham em causa liderança do PSD
    7:46
  • PS e PSD trocam acusações sobre Tancos
    1:18
  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • Marcelo garante que relações com Angola "estão vivas"
    1:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou esta segunda-feira as boas relações entre Portugal e Angola. À chegada a Luanda para a posse do novo Presidente angolano João Lourenço, o chefe de Estado português aproveitou para tomar um banho de mar.

  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.