sicnot

Perfil

Desporto

Slimani de regresso ao trabalho na equipa do Sporting

O futebolista do Sporting Islam Slimani chegou hoje a Lisboa e já treinou com a equipa na Academia em Alcochete, afirmando que pretende conquistar o título e chegar "o mais longe possível" na Liga dos Campeões.

HUGO DELGADO

O internacional argelino chegou mais tarde do que o previsto aos trabalhos da equipa de futebol do Sporting, explicando que na origem do atraso estiveram problemas familiares.

"Cheguei um pouco mais tarde, porque tive problemas familiares para resolver e estamos também em período de Ramadão. Sinto-me muito bem, tive um bom período de férias e estava muito ansioso para regressar ao trabalho. Claro que tinha saudades dos treinos e não só, dos meus companheiros, equipas técnica e médica", disse, segundo o sítio oficial do clube.

O avançado, que na época passada foi titular indiscutível e o melhor marcador da equipa orientada por Jorge Jesus, chegou hoje a Lisboa, mas já esteve presente no treino da tarde, que decorreu na Academia em Alcochete.

"O nosso objetivo é ser campeões. Na Liga dos Campeões queremos chegar o mais longe possível. Vi com atenção os reforços que vieram para esta época, mas claro que cabe ao treinador fazer as respetivas opções. Independentemente disso, só espero que sejam mais-valias para o grupo", afirmou.

O avançado, que na época passada apontou 31 golos ao serviço dos 'leões', 27 dos quais no campeonato, espera conseguir marcar mais golos na nova época.

"Espero bater o meu recorde pessoal de golos. Se continuar a fazer bem o meu trabalho, não será difícil que isso aconteça e com o apoio dos adeptos é melhor ainda. É para eles que jogamos, é por eles que ganhamos, estão sempre connosco e espero que também isso não mude", concluiu.

Lusa

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.