sicnot

Perfil

Desporto

'Tata' Martino renunciou ao cargo de selecionador da Argentina

Gerardo 'Tata' Martino renunciou hoje ao cargo de selecionador da Argentina, informou a Associação de Futebol argentina (AFA).

© Gustau Nacarino / Reuters

"Devido à indefinição em relação à designação dos novos responsáveis da Associação de Futebol da Argentina e aos graves inconvenientes para se conseguir selecionar os jogadores que representem o país nos próximos Jogos Olímpicos, a equipa técnica da seleção decidiu apresentar a sua renúncia ao cargo", informou a própria AFA.

A Argentina está a deparar-se com problemas para formar a seleção que irá aos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, porque a maioria dos clubes se nega a ceder os jogadores escolhidos por 'Tata' Martino.

Os treinos da Argentina de preparação para os Jogos Olímpicos deveriam começar hoje, mas foram adiados para ter início a 11 de julho, porque só há nove jogadores confirmados, entre os quais se destacam Ángel Correia, do Atlético Madrid, Gerónimo Rulli, da Real Sociedad, e Leandro Paredes, dos italianos do Empoli.

Martino assumiu o cargo de selecionador a 12 de agosto de 2014 em substituição de Alejandro Sabella, que dirigiu a Argentina até à final do Mundial de 2014, no Brasil, na qual perdeu com a Alemanha.

Sob a liderança técnica do ex-treinador do FC Barcelona, a Argentina perdeu nos penáltis com o Chile, na final da Copa América disputada naquele país, em 2015, e na final da edição deste ano disputada nos Estados Unidos, a 26 de junho, após a qual Lionel Messi renunciou à seleção.

Na eliminatórias sul-americanas de qualificação para o Mundial2018, na Rússia, a 'alvi-celeste' ocupa o terceiro lugar com 11 pontos em 18 possíveis, a dois dos líderes Uruguai e Equador.

Lusa

  • Selecionador da Argentina fala sobre a forma como a equipa vai marcar Cristiano Ronaldo
    0:46

    Desporto

    A seleção da Argentina fez hoje o último treino antes do jogo de amanhã com Portugal.A seleção orientada por Tata Martino trabalhou no complexo desportivo do Manchester City, nos arredores de Manchester. Na equipa argentina, para além de Lionel Messi, estão Enzo Pérez e Nico Gaitán, do Benfica, e ainda Jonathan Silva, do Sporting. O encontro particular tem também um carácter comercial, pois cada uma das federações vai receber um milhão e duzentos mil euros. O selecionador da Argentina falou sobre a forma de marcar Cristiano Ronaldo.

  • "Cada drama, cada problema, cada testemunho, impressiona muito"
    1:55
  • Clínica veterinária em Tondela recebeu dezenas de animais feridos nos fogos
    2:57
  • Temperaturas sobem até ao final do mês
    1:09

    País

    O tempo não dá tréguas e, até ao final do mês, as temperaturas vão atingir valores acima do normal para esta época do ano. As temperaturas máximas vão subir entre os 25 e os 32 graus. O risco de incêndio aumenta a partir desta segunda-feira em todo o país e os meios aéreos, viaturas, operacionais e equipas de patrulha vão ser reforçados.

  • Parlamento catalão vai responder à ativação do artigo 155
    1:54
  • A história por detrás da fotografia que correu (e impressionou) o Mundo

    Mundo

    Depois dos incêndios da semana passada na Galiza, começou a circular na internet e nas redes sociais a imagem de uma cadela que alegadamente levava a sua cria carbonizada na boca. Contudo, a cadela é na verdade macho e chama-se Jacki. Esta é a história do cão que passou os dias após os fogos a recolher animais mortos para os enterrar num campo perto de uma igreja, em Coruxo, Vigo.

    SIC

  • Quando o cão de Macron fez chichi no gabinete do Presidente francês
    0:31
  • 245 saltam de ponte de 30m no Brasil para Recorde do Guiness
    1:56
  • Antigos presidentes dos EUA angariam 26 milhões para vítimas dos furacões
    0:58

    Mundo

    Os cinco antigos presidentes dos Estados Unidos da América ainda vivos juntaram-se para ajudar as vítimas dos furacões. Bill Clinton e Barack Obama lembraram as vítimas dos furacões e elogiaram o espírito solidário dos norte-americanos. Os antigos presidentes norte-americanos lançaram o apelo no início do mês passado e já conseguiram angariar cerca de 26 milhões de euros.