sicnot

Perfil

Desporto

Patricia Mamona e Susana Costa são esperanças no Europeu de atletismo

​Patrícia Mamona e Susana Costa, ambas a competir no triplo salto, são hoje as principais esperanças portuguesas para um bom resultado nos Campeonatos da Europa de atletismo, em Amesterdão.

Patrícia Mamona nos Jogos da Lusofonia, em julho de 2009.

Patrícia Mamona nos Jogos da Lusofonia, em julho de 2009.

Armando Franca/ Lusa

As atletas têm estado, esta época, regulares acima dos 14 metros, patamar que se deverá ultrapassar nas qualificações para aceder à final de domingo à tarde.

Patrícia Mamona têm excelentes recordações dos Europeus, já que foi nessa competição, em 2012, que fixou o recorde nacional. Susana Costa não lhe fica atrás, com registos de mais de 14,30 metros em 2015 e este ano.

Mais quatro portugueses estarão em ação, mas nas corridas. Vera Barbosa nas eliminatórias dos 400 metros barreiras, Marta Pen nos 1.500 metros, David Lima nas meias-finais dos 200 metros e Lorène Bazolo nas meias-finais dos 100 metros.

Pelas 13:15, Vera Barbosa, recordista nacional já com os mínimos olímpicos feitos, apresenta-se com a melhor marca da primeira série, o que deixa antever uma passagem não complicada para as meias-finais.

Marta Pen, que entra em cena às 17:15, quererá confirmar a espetacular progressão desta época, desde que foi fazer a preparação para os Estados Unidos, onde aliás ganhou os campeonatos universitários.

Os recentes 4.06,54 feitos no meeting de Barcelona colocam-na aqui como a segunda mais rápida da sua série, apontando com alguma naturalidade também para a final.

Depois de boas corridas nas séries, tanto David Lima como Lorène Bazolo terão de se superar para avançar para as finais.

David Lima entra em cena às 17:58 e correrá na pista ao lado do novo campeão europeu dos 100 metros, o holandês Churandy Martina. Há vários adversários mais rápidos que Lima, que só melhorando a sua marca de 20,62 poderá ter chances de chegar mais longe.

Congolesa de nascimento e naturalizada portuguesa há poucos meses, Loréne Bazolo já melhorou o recorde luso do hectómetro para 11,21 segundos, marca de boa valia a nível europeu.

Tem a quarta marca da sua semi-final (18:24), décima entre as 24 atletas desta fase, pelo que a passagem à final é difícil, mas não está fora de questão.

Com Lusa

  • A semana em revista

    Mundo

    Com a semana a chegar ao fim, a SIC Notícias apresenta-lhe, num único artigo, os destaques que marcaram a atualidade nos últimos dias. Um espaço onde pode ficar a saber, ou simplesmente recordar, os temas que marcaram a semana noticiosa.

    André de Jesus