sicnot

Perfil

Desporto

Brasil prevê realizar 22 mil atendimentos médicos nos Jogos Olímpicos

O Ministério da Saúde do Brasil anunciou hoje que prevê realizar 22 mil atendimentos médicos nas instalações olímpicas e paralímpicas durante a realização dos eventos desportivos no Rio de Janeiro, nos meses de agosto e setembro.

© Sergio Moraes / Reuters

A informação foi divulgada no lançamento do Centro Integrado de Operações Conjuntas da Saúde (Ciocs), no Rio de Janeiro.

Segundo o órgão, a estimativa é que de 1% a 2% dos espectadores as competições vão precisar de atendimento médico. O governo brasileiro estimou, ainda, que 90% destes casos devem ser solucionados dentro das próprias arenas esportivas.

No evento, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, fez questão de frisar que os compromissos para receber os Jogos Olímpicos e Paralímpicos no Rio de Janeiro foram cumpridos.

Porém, a Agência Brasil informa que o Ministério da Saúde ainda trabalha para contratar cerca de 2,4 mil profissionais de saúde temporários para reforçar os hospitais durante os eventos.

O ministério comunicou que as ocorrências de saúde nos Estados que receberão competições serão monitoradas 24 horas por dia a partir do próximo dia 29.

Ricardo Barros disse que esta vigilância durante a competição "ajudará as equipas de saúde a estarem aptas para atender a qualquer ocorrência o mais rápido possível".

Turistas estrangeiros e brasileiros também terão acesso a uma versão olímpica do aplicativo gratuito Guardiões da Saúde, usado para comunicar sintomas de problemas de saúde e também para descobrir o endereço das unidades de atendimento médico.

Lusa

  • Há companhias aéreas a contratar. TAP é uma delas
    1:28
  • Leão de Ouro de Souto de Moura faz "muito bem à alma" dos portugueses
    1:53
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos.

  • Na linha do triunfo
    16:49
  • Chamas do incêndio no Europa Park na Alemanha atingiram os 15 metros de altura
    0:57