sicnot

Perfil

Desporto

Brasil prevê realizar 22 mil atendimentos médicos nos Jogos Olímpicos

O Ministério da Saúde do Brasil anunciou hoje que prevê realizar 22 mil atendimentos médicos nas instalações olímpicas e paralímpicas durante a realização dos eventos desportivos no Rio de Janeiro, nos meses de agosto e setembro.

© Sergio Moraes / Reuters

A informação foi divulgada no lançamento do Centro Integrado de Operações Conjuntas da Saúde (Ciocs), no Rio de Janeiro.

Segundo o órgão, a estimativa é que de 1% a 2% dos espectadores as competições vão precisar de atendimento médico. O governo brasileiro estimou, ainda, que 90% destes casos devem ser solucionados dentro das próprias arenas esportivas.

No evento, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, fez questão de frisar que os compromissos para receber os Jogos Olímpicos e Paralímpicos no Rio de Janeiro foram cumpridos.

Porém, a Agência Brasil informa que o Ministério da Saúde ainda trabalha para contratar cerca de 2,4 mil profissionais de saúde temporários para reforçar os hospitais durante os eventos.

O ministério comunicou que as ocorrências de saúde nos Estados que receberão competições serão monitoradas 24 horas por dia a partir do próximo dia 29.

Ricardo Barros disse que esta vigilância durante a competição "ajudará as equipas de saúde a estarem aptas para atender a qualquer ocorrência o mais rápido possível".

Turistas estrangeiros e brasileiros também terão acesso a uma versão olímpica do aplicativo gratuito Guardiões da Saúde, usado para comunicar sintomas de problemas de saúde e também para descobrir o endereço das unidades de atendimento médico.

Lusa

  • Divorciados vão poder dividir filhos no IRS 

    Economia

    Os divorciados vão passar a poder dividir os filhos no IRS (imposto sobre o rendimento singular) e o Governo está a estudar soluções para que em 2018 haja um novo sistema para lidar com a guarda conjunta de filhos.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.