sicnot

Perfil

Desporto

Giampiero Ventura é o novo selecionador de futebol da Itália

O italiano Giampiero Ventura, que treinava o Torino, é o novo selecionador de Itália de futebol, substituindo no cargo Antonio Conte, que já estava comprometido com o Chelsea antes do Euro 2016.

© Giorgio Perottino / Reuters

Ventura, de 68 anos e que se encontrava desde 2012 no Torino, vai liderar a squadra azzurra na qualificação para o Mundial 2018, a disputar na Rússia.

O técnico, conceituado nos aspetos táticos, passou na sua carreira por inúmeros clubes italianos, entre os quais a Sampdoria, Veneza, Lecce, Cagliari, Udinese, Nápoles, Messina, Verona, Pisa ou Bari.

O seu primeiro jogo com a seleção deverá ser a 1 de setembro, em Bari, onde a Itália recebe num encontro particular a França, derrotada na final do Euro2016 por Portugal.

A Itália foi eliminada nos quartos de final do Euro 2016 - no qual Portugal se sagrou campeão europeu pela primeira vez -, ao perder frente à Alemanha nos quartos de final (1-1, 6-5 nas grandes penalidades).

Lusa

  • Celebridades protestam contra Donald Trump
    3:00

    Mundo

    Tem sido assim desde a campanha e continua. Grande parte da comunidade de artistas não está nada contente com o Presidente eleito. Vários artistas aproveitaram o dia da tomada de posse para se reunirem em Nova Iorque e protestarem contra Donald Trump.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Encontrados dez sobreviventes no hotel engolido por um avalanche em Itália
    1:44
  • Videoclipe mostra mulheres a fazer tudo o que é proibido na Arábia Saudita
    1:55

    Mundo

    Um grupo de mulheres canta, dança e faz outras coisas proibidas na Arábia Saudita como forma de protesto. O vídeo é uma crítica social à forma como as mulheres islâmicas são tratadas pelos maridos. Na letra constam frases como "Faz com que os homens desapareçam da terra" e "Eles provocam-nos doenças psicológicas". A ideia partiu de um homem, Majed al-Esa e já conta com 5 milhões de visualizações.

    Patrícia Almeida