sicnot

Perfil

Desporto

Arouca homenageia bombeiros locais no intervalo do jogo

O presidente do Arouca, Carlos Pinho (E), entregou, no intervalo do jogo frente ao Nacional da Madeira, aos Bombeiros de Arouca uma medalha e um cheque monetário de agradecimento pelos trabalhos feitos no combate aos incêndios que assolaram toda a região de Arouca

OCTAVIO PASSOS

O Arouca, da I Liga de futebol, homenageou este domingo os Bombeiros Voluntários pelo empenho nas últimas semanas contra os incêndios que fustigaram o concelho, durante o intervalo do jogo com o Nacional.

Carlos Pinho, presidente da direção do clube, que também viu a sua casa ameaçada pelas chamas, entregou ao presidente da direção dos Bombeiros Voluntários de Arouca, Celso Portugal, e ao seu comandante, José Gonçalves, uma placa de agradecimento "por tudo o que fizeram pelo povo de Arouca", leu o speaker do estádio.

O momento foi também de entrega do montante conseguido pela receita de bilheteira do jogo de quinta-feira, contra o Olympiacos, para o play-off da Liga Europa, a favor da corporação, cujo valor não foi divulgado. Recorde-se que, por cada bilhete vendido, um euro revertia para os soldados da paz.

No concelho de Arouca, nas últimas semanas, ardeu 58% da área florestal.

Lusa

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.