sicnot

Perfil

Desporto

Gudjohnsen vai jogar na Liga indiana aos 37 anos

© Reuters Staff / Reuters

O veterano islandês Eidur Gudjohnsen, de 37 anos, antigo avançado do Chelsea e do FC Barcelona, assinou esta quarta-feira contrato com a Liga Indiana de Futebol, na qual vai jogar pela equipa FC Pune City.

"Havia outros clubes interessados em contratar-me, mas quando soube do interesse do FC Pune City e tomei conhecimento do projeto do clube, soube de imediato que era isto que queria", disse Gudjohnsen, que representou a Islândia no Euro2016, vencido pela seleção portuguesa.

O jogador, que tem 88 internacionalizações pela Islândia, em representação da qual marcou 26 golos, sagrou-se por duas vezes campeão inglês, ao serviço do Chelsea, então treinado pelo português José Mourinho, e conquistou uma Liga dos Campeões, pelo FC Barcelona.

A Liga indiana, na qual se encontram os jogadores portugueses Hélder Postiga, Simão Sabrosa ou Miguel Garcia, conta também com antigos jogadores de topo do futebol mundial, como Diego Forlán, Lúcio, Anelka e John Arne Riise, e decorrerá de outubro a dezembro, com oito clubes.

Lusa

  • Passos Coelho pede desculpa aos portugueses
    3:35
  • População afetada pelo fogo tenta repor o que as chamas destruíram
    1:54
  • "Juntos por Todos" hoje no palco em Lisboa
  • Glifosato na lista de produtos cancerígenos na Califórnia

    Mundo

    O estado norte-americano da Califórnia, nos Estados unidos, pode vir a obrigar o fabricante do popular herbicida Roundup a comercializar o produto com um rótulo que informe os consumidores de que o produto é cancerígeno. O glifosato, princípio ativo do herbicida Roundup fabricado pela Monsanto, consta de uma lista que vai ser divulgada na Califórnia, a 7 de julho, de produtos químicos potencialmente cancerígenos.

  • Pyongyang compara Trump a Hitler

    Mundo

    A Coreia do Norte compara o Presidente norte-americano Donald Trump a Adolf Hitler. Pyongyang já acostumou o mundo à sua linguagem "colorida" quando critica os seus inimigos. Mas comparações com o responsável por mais de 60 milhões de mortes são muito raras.

  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.