sicnot

Perfil

Desporto

Onsoccer International acusa SC Braga de "má-fé e despudor"

A Onsoccer International, empresa que agencia jogadores de futebol, repudiou esta quarta-feira o comunicado do Sporting de Braga que lhe atribui responsabilidades no impasse da transferência de Rafa para o Benfica, e admite recorrer aos tribunais.

O clube minhoto afirmou hoje que a saída de Rafa para os "encarnados" continua sem concluir-se porque a empresa ligada a António Araújo exige 1,6 milhões de euros por uma intermediação que o Braga, contudo, diz não ter existido.

Em resposta, a Onsoccer International "repudia veementemente" o teor do referido comunicado, "desmentindo de forma perentória as afirmações ali veiculadas, por notoriamente falsas, levianas e totalmente desconformes com a realidade e com os compromissos contratuais assumidos por aquela SAD".

A empresa defende que foi "habilitada prévia e contratualmente" pelo Sporting de Braga "para intermediar a transferência entre clubes" de Rafa, "auferindo a correspondente remuneração e que, única e exclusivamente, por via da sua ação, em representação e no interesse do Sporting de Braga, foi possível obter um princípio de acordo com o Benfica".

"Lastima-se a má-fé e despudor evidenciados pelo Sporting de Braga, assim como a forma grave e artificiosa com que procura justificar publicamente o incumprimento das suas obrigações contratuais, após ter como certos os resultados pretendidos", pode ler-se no seu sítio na internet.

A Onsoccer conclui revelando que se reserva no direito de "agir judicialmente contra a administração" do Sporting de Braga "por tão graves e difamatórias afirmações".

Segundo o clube bracarense, "a negociação foi integralmente levada a cabo entre [os] presidentes" António Salvador e Luís Filipe Vieira, pelo que "não pode a Sporting de Braga SAD ser onerada com um custo conexo com um serviço que não foi prestado".

"A intermediação entre clubes não existiu nem foi passado pela Sporting de Braga SAD ou Benfica SAD (tanto quanto sabemos) qualquer mandato à Onsoccer International ou outra pessoa/entidade para o efeito", lê-se no comunicado "arsenalista".

  • Presidente da IPSS "O Sonho" garante que vai demitir-se
    0:57

    País

    A PJ de Setúbal fez esta sexta-feira buscas em três instituições de solidariedade social e em casas particulares ligadas à IPSS "O Sonho", por suspeitas de peculato de uso, fraude na obtenção de subsídios e falsificação de documentos. O presidente da associação nega as suspeitas e diz que está de "consciência tranquila". Florival Cardoso, que é o principal visado na investigação, fala sobre uma "caça às bruxas" e garante que vai demitir-se, porque considera que está a ser cometida uma "enorme injustiça".

  • "Situação humanitária dos civis em Ghouta é aterradora"
    0:49

    Mundo

    O enviado especial da ONU para a Síria lançou esta sexta-feira um novo apelo a um cessar-fogo. O responsável está particularmente preocupado com a situação da população civil e diz que é preciso evitar que se repita em Ghouta o que se passou em Alepo.

  • Instantes de uma noite de futebol europeu
    0:41
  • Não dá mais, Brasil!
    18:00