sicnot

Perfil

Desporto

Fernando Santos divulga convocados com Ronaldo em dúvida

O selecionador Fernando Santos revela hoje a primeira lista de convocados de Portugal após a conquista do Euro2016 de futebol, para os jogos com Gibraltar e Suíça, com o Cristiano Ronaldo a ser a grande dúvida.

O capitão da seleção nacional cumpre a parte final da recuperação da lesão que sofreu na final do Europeu e deverá falhar o particular com Gibraltar, agendado para 01 de setembro, no Estádio do Bessa, e o embate na Suíça, o primeiro jogo do Grupo D de qualificação para o Mundial2018, a 06.

Com problemas físicos está igualmente o médio Renato Sanches, embora o jogador de Bayern Munique deva fazer parte das opções de Fernando Santos.

Naquela que será a primeira convocatória após a conquista do Campeonato Europeu, o avançado André Silva, que tem estado em destaque no FC Porto, poderá ser a novidade nas escolhas do selecionador nacional.

A conferência de imprensa de divulgação dos convocados vai decorrer na Cidade do Futebol, em Oeiras, e tem início agendado para as 12:00.

Portugal está inserido no Grupo B da zona de qualificação europeia para o Campeonato do Mundo da Rússia, em 2018, juntamente com as seleções da Suíça, Andorra, Ilhas Faroé, Letónia e Hungria.

Lusa

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.