sicnot

Perfil

Desporto

Nélson Oliveira assina por quatro anos com o Norwich

O futebolista internacional português Nélson Oliveira vai atuar no Norwich City, da segunda divisão inglesa, tendo assinado um contrato de quatro anos com o emblema em que também alinha o seu compatriota Ivo Pinto.

Depois de ter passado 10 anos ligado ao Benfica, o avançado de 25 anos desvinculou-se do clube da Luz e rumou ao Norwich, que oficializou a sua contratação no seu sítio oficial na Internet, mas não avançou com os contornos do negócio.

"Estou ansioso por marcar golos pelo Norwich. O estádio é fantástico e os adeptos são fantásticos. O futebol inglês é diferente do futebol português e do espanhol. É mais intenso e é algo que eu gosto", afirmou Oliveira à televisão oficial do seu novo clube.

No Norwich, o avançado vai encontrar o lateral Ivo Pinto, que chegou aos 'canaries' no decorrer da última temporada, quando o clube ainda estava na Premier League.

"O Ivo disse-me bem do clube e da cidade. A presença dele ajuda à minha integração, mas já conheci todos os jogadores e é um grupo fantástico", disse.

Pela terceira temporada consecutiva, Nelson Oliveira vai atuar em Inglaterra, depois de ter estado no Swansea City (2014/15) e no Nottingham Forest (2015/16).

O avançado foi considerado o segundo melhor jogador do Mundial2011 de sub-20 e já representou a seleção principal por 16 vezes, tendo marcado um golo.

Lusa

  • Espanha e Portugal a um ponto dos oitavos

    Mundial 2018 / Irão

    A Espanha colocou-se esta quarta-feira a um ponto dos oitavos de final do Mundial 2018 e deixou Portugal em situação idêntica, ao vencer o Irão por 1-0, em jogo do grupo B, disputado em Kazan.

  • E vão quatro de Ronaldo
    1:58
  • "Ronaldos nascem na Rússia como cogumelos"
    1:49
  • Lançamento de balões no São João do Porto em risco

    País

    Lançar balões nas festas do São João do Porto pode não ser possível este ano, tudo irá depender das condições atmosféricas. A Secretaria de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural admitiu, esta quarta-feira, que está a acompanhar a situação mas que ainda nada está decidido.