sicnot

Perfil

Desporto

Infantino vai receber menos 25% que Joseph Blatter

Reuters

A remuneração do presidente da FIFA, Gianni Infantino, foi fixada em 1,5 milhões de francos suíços por ano (1,38 milhões de euros), um salário 25% inferior ao do seu antecessor Joseph Blatter, anunciou o organismo regulador do futebol mundial.

"A subcomissão das remunerações e o presidente da FIFA chegaram a acordo quanto à sua remuneração anual bruta, fixada nos 1,5 milhões de francos, acrescida de suplementos", indicou a FIFA em comunicado.

Entre os suplementos associados à função, acrescentou a FIFA, estão uma viatura e alojamento, bem como dois mil francos suíços adicionais (cerca de 1.800 euros) para outras despesas. O contrato entrou em vigor a 27 de fevereiro de 2016.

Gianni Infantino foi eleito presidente da FIFA a 26 de fevereiro deste ano, depois de Joseph Blatter ter sido suspenso por seis anos devido ao seu envolvimento em escândalos de corrupção.

Gianni Infantino foi eleito presidente da FIFA a 26 de fevereiro deste ano, depois de Joseph Blatter ter sido suspenso por seis anos devido ao seu envolvimento em escândalos de corrupção.

A organização adiantou que os bónus relativos a 2016 não serão pagos, tendo a subcomissão, o presidente e o secretário-geral da FIFA convergido na apreciação de que a política remuneratória "é inadequada e passível de usos indevidos".

"O pagamento de bónus de 2017 em diante serão atribuídos de acordo com critérios objetivos relacionados com a missão da FIFA, bem com os resultados das reformas em curso no seio da organização", pode ler-se no comunicado.

Lusa

  • Passos explica porque se sentiu irritado com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o Presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas de que foi alvo.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.