sicnot

Perfil

Desporto

Aumentam casos de doping em Portugal

O número de casos positivos de doping em Portugal mais do que duplicou em 2015 face ao ano anterior, passando de 16 para 36, num ano em que se chegou a um número recorde de 4.071 amostras recolhidas e analisadas.

Os dados foram hoje apresentados por Rogério Jóia, presidente da Autoridade Antidopagem de Portugal (ADoP), que destacou "a eficácia que ninguém conseguira antes" no Programa Nacional Antidopagem, nomeadamente com o "aumento das recolhas feitas em competição, face aos casos extra competição".

"Apostar no reforço dos controlos fora de competição leva a uma política de mentira. Devemos procurar o doping onde ele está", reforçou, destacando que os 36 casos positivos em 2015 foram todos em competição.

Rogério Jóia apresentou algumas "marcas relevantes" no combate ao doping em competição, nomeadamente recorde de amostras recolhidas num único dia - 60, numa etapa da Volta a Portugal em bicicleta. "E este ano triplicámos", garantiu.

O evento desportivo com mais controlos foi o Nacional de natação de juvenis e absolutos, em dois dias, com 132 amostras colhidas.

Quanto às colheitas para o passaporte biológico também foram as mais altas de sempre, chegando às 523.

Rogério Jóia confirmou também o alargamento do passaporte biológico ao futebol em breve, afirmando que "é importante que isso aconteça, tendo em conta o mediatismo da modalidade e as verbas que envolve".

Aos 36 casos positivos em 2015 há a juntar outras sete situações de desrespeito do sistema de localização ou de fuga ao controlo de dopagem, em ligeira subida face ao ano anterior.

Analisando o quadro por modalidades, o futebol é de longe a mais controlada, com 1.555 amostras. Seguem-se o ciclismo, com 559, o atletismo, com 325, a patinagem, com 227, e a natação, com 182.

Com cinco casos positivos registados encontram-se o ciclismo, o kickboxing e o râguebi, mais um do que o futebol e o boxe. O andebol e o automobilismo tiveram três casos cada e a natação dois. Uma situação registada para atletismo, patinagem, voleibol, basquetebol e lutas amadoras.

O andebol regista o único caso de fuga ao controlo antidoping e quanto ao desrespeito pelo sistema de localização há dois casos no ciclismo e um no ciclismo, desporto equestre, ginástica, kickboxing e vela.

"Tratamos todas as modalidades da mesma maneira", garantiu o presidente da ADoP. "Acabou-se o bode expiatório do ciclismo, tratamos todos por igual", reforçou.

Lusa

  • "Às vezes o senhor primeiro-ministro irrita-me um bocadinho"
    2:05

    País

    O Presidente da República disse esta quinta-feira de manhã que António Costa é "irritantemente otimista" por teimar em "ver violeta-rosa onde há roxo". Marcelo Rebelo de Sousa recordou ainda Mário Soares numa aula no Colégio Moderno, em Lisboa.

  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Exame ao sangue descobre cancro um ano antes do reaparecimento

    Mundo

    Uma equipa de investigadores britânicos descobriu uma maneira de identificar o regresso do cancro, com um ano de antecedência. Através de um exame ao sangue, a equipa conseguiu identificar os primeiros sinais da doença, uma série de células invisíveis ao raio-X e à TAC. A descoberta pode vir a permitir tratar o cancro mais cedo e, como resultado, poderá aumentar as chances de o curar.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.