sicnot

Perfil

Desporto

Mourinho desvaloriza rivalidade com Guardiola e destaca "controlo emocional"

José Mourinho relativizou esta sexta-feira a rivalidade com o treinador Pep Guardiola, pois "só os jogadores" interessam no dérbi de sábado entre o seu Manchester United e o Manchester City, na quarta jornada da Liga inglesa de futebol.

"Controlo emocional" no jogo foi a chave do discurso do técnico português, que passou ao lado das perguntas para comentar a rivalidade com o técnico espanhol, do tempo em que este estava no FC Barcelona e Mourinho no Real Madrid.

Às perguntas diretas sobre si e Guardiola, Mourinho atirou um "são muito boa equipa", elogio que estendeu às últimas "duas, três, quatro épocas".

"Talvez desde que chegou o novo dono do clube. O City é uma equipa muito boa, com muito bons treinadores -- como acontece agora -- e jogadores, sendo que compraram ainda mais alguns. Lutam pelo título e temos de respeitá-los por isso", vincou.

Em causa está a liderança do campeonato, que os rivais de Manchester partilham com o Chelsea, com o pleno de nove pontos em três desafios.

A ausência do avançado rival Sergio Aguero, que cumpre castigo de três jogos por cotovelada a um adversário do West Ham, foi minimizada, com Mourinho a defender mesmo que isso só lhe traz mais problemas.

"Pode parecer contraditório, mas sem o Aguero é mais difícil. Tentamos reduzir a imprevisibilidade do jogo. Sabemos que eles têm imensas opções. Sem saber quem joga é mais difícil", justificou.

José Mourinho realçou ainda o facto do Manchester City ser uma equipa "incrível" e com "ricas opções".

Lusa

  • As zonas de guerra que o fogo deixou
    3:13

    País

    A chuva finalmente ajudou na luta contra as chamas e o que fica agora é um cenário de devastação no norte e centro do país. Morreram 37 pessoas, arderam centenas de casas e empresas e há críticas severas à falta de meios.

  • Visto do céu, Portugal é um país que se vestiu de negro
    3:28
  • Portugueses usam Facebook para marcar protestos contra incêndios

    País

    Os incêndios que têm acontecido este ano estão a causar revolta entre a população. Por essa razão, estão marcadas, através da rede social Facebook, várias manifestações para os próximos dias um pouco por todo o país. Os portugueses exigem a melhoria do sistema, para que as tragédias deste ano não se voltem a repetir.

  • "Estou a ficar sem água, vai ser um trabalho inglório"
    1:06
  • "Quem está no Governo tem sérias responsabilidades"
    1:07

    Opinião

    Pacheco Pereira aponta falhas do Estado, dos bombeiros e da Proteção Civil como causa dos incêndios que assolaram o país no passado domingo. O comentador da SIC considera que o Governo tem responsabilidade perante o que aconteceu.

  • Presidente das Indústrias de Madeira diz que fogos estão a afetar o setor
    0:39

    País

    A Associação das Indústrias de Madeira e Mobiliário desvaloriza que os industriais do setor possam comprar madeira mais barata, em resultado dos incêndios florestais. Em entrevista na SIC Notícias, o presidente da associação, Vítor Poças, considera que os fogos estão a prejudicar gravemente a indústria.