sicnot

Perfil

Desporto

Presidente da federação alemã desconhecia dinheiro retirado por Beckenbauer

O presidente da Federação Alemã de Futebol (DBF), Reinhard Grindel, admitiu que se sabia que Franz Beckenbauer tinha trabalhado com a Oddset, no âmbito do Mundial2006, mas não que tinha retirado dinheiro.

"Sabíamos que Franz Beckenbauer trabalhou com a Oddset no âmbito do Mundial, mas não tínhamos conhecimento que retirou a soma de 5,5 milhões de euros do orçamento da organização do Mundial de 2006", refere hoje o dirigente em comunicado.

O responsável da Federação declarou ainda que, nestas condições, não se pode dizer que o ex-futebolista trabalhou sem remuneração quando estava à frente do comité organizador, como Beckenbauer sempre defendeu.

De acordo com o jornal online Spiegel o antigo internacional terá na verdade tirado mais de cinco milhões de euros do orçamento e não terá declarado a soma junto das autoridades tributárias.

Ainda segundo o Spiegel, Franz Beckenbauer terá retirado o dinheiro de um donativo de 12 milhões de euros de um dos patrocinadores do Mundial organizado pela Alemanha, a empresa de apostas Oddset.

Entretanto, as autoridades suíças investigam o ex-futebolista e os ex-presidentes da federação alemã Wolfgang Niersbach e Theo Zwanziger, com "alegações de fraude, lavagem de dinheiro, apropriação indevida e gestão danosa".

O caso foi suscitado depois do Spiegel ter reportado em outubro do último ano que foi utilizado um fundo secreto de dez milhões de francos suíços (6,7 milhões de euros) para comprar a organização do Mundial de 2006.

O dinheiro terá vindo de Robert Louis-Dreyfus, antigo patrão da Adidas, a pedido de Beckenbauer, e terá sido entregue em 2000, pouco antes da Alemanha ganhar a organização do Mundial de 2006.

Lusa

  • Manuel Delgado demitiu-se devido a "grave violação da privacidade"

    País

    O ex-secretário de Estado da Saúde diz que apresentou a demissão para "não perturbar nem criar qualquer tipo de embaraço ao normal funcionamento do Governo". Num comunicado, Manuel Delgado esclarece que foi remunerado pelo trabalho de consultor na Raríssimas "muito antes" da entrada no Governo e acrescenta que respeitou na íntegra todo o quadro legal e ético.

  • O que vai mudar nos recibos verdes
    2:55

    Economia

    Os trabalhadores independentes vão descontar menos para a Segurança Social já no próximo ano. A taxa vai descer dos 29,6% por cento para os 21,4%. A descida será compensada por um aumento das contribuições pagas pelos patrões. Há também alterações em caso de desemprego e o subsídio de doença passa a ser pago ao fim de 10 dias em vez de 31.

  • Tripulantes da TAP acusam companhia de desrespeitar compromissos
    3:16

    Economia

    O Sindicato que representa os tripulantes da TAP acusa a empresa de estar a violar a lei. A companhia aérea portuguesa denunciou unilateralmente o acordo de empresa com os tripulantes e apresentou novas condições, que o sindicato considera indignas. Diz que os tripulantes fizeram esforços pela companhia no verão e que agora estão a ser desrespeitados.

  • Uma "Árvore da Esperança" pelas vítimas dos fogos
    2:01
  • Bebé nasce com coração fora do peito e sobrevive
    2:06
  • Zapatou volta a eleger os melhores vídeos da internet
    6:28