sicnot

Perfil

Desporto

Rosberg aguenta ataques de Ricciardo e assume comando do Mundial de Fórmula 1

Nico Rosberg (Mercedes) aguentou domingo a pressão final de Daniel Ricciardo (Red Bull) para vencer o Grande Prémio de Singapura e assumir a liderança do Mundial de Fórmula 1, naquela que foi a 200.ª corrida do piloto alemão.

No circuito urbano Marina Bay, Rosberg arrancou da 'pole position' e esteve sempre no comando da corrida, mas terminou com apenas 0,488 segundos de vantagem sobre Ricciardo, depois de ter perdido muito tempo devido ao desgaste nos pneus.

O excesso de 'trânsito' nas 'boxes' impediu o alemão de poder mudar de pneus e, nas últimas 14 voltas, perdeu a vantagem de mais de 20 segundos que tinha para o segundo classificado.

Mesmo assim, Rosberg aguentou os ataques de Ricciardo e somou a sua terceira vitória consecutiva, que lhe permite chegar ao comando do Mundial de pilotos, com oito pontos de vantagem sobre o seu colega de equipa, Lewis Hamilton, que foi terceiro em Singapura, a 8,038 do vencedor.

"Foi um fim de semana fantástico. Comecei muito bem a corrida, o carro esteve fantástico. O Daniel [Ricciardo] pressionou-se no fim, mas felizmente tudo acabou por correr bem", disse Nico Rosberg.

Logo no início da corrida, o 'safety-car' foi obrigado a entrar em pista depois de uma incidente entre o alemão Nico Hulkenberg (Force India) e espanhol Carlos Sainz (Toro Rosso).

A prova foi retomada na terceira volta, mas uma dos delegados manteve-se na pista, desconhecendo que a corrida já tinha reiniciado, e por pouco que foi não atingido pelo pelotão de carros.

A 16.ª ronda está agendada para 02 de outubro, com o Grande Prémio da Malásia.

Lusa

  • A casa dos horrores
    7:57
  • PGR e presidente do Supremo deixam recado à ministra da Justiça
    2:45

    País

    Durante a abertura do ano judicial, a Procuradora-Geral da República e o presidente do Supremo Tribunal aproveitaram para deixar um recado à ministra da Justiça: é urgente aprovar o novo estatuto de juízes e magistrados. O presidente do Supremo diz que é injusta a má imagem da Justiça e pediu contenção aos magistrados.

  • Rui Rio tem sentido "alguma turbulência" no PSD
    2:01

    País

    Rui Rio e Pedro Passos Coelho tiveram esta quinta-feira a primeira reunião, desde que foi eleito o novo líder do PSD. À saída, Passos Coelho desejou que esta transição decorra com naturalidade. Já Rui Rio disse que tem sentido alguma turbulência no partido.

  • Sindicatos rejeitam fim das baixas médicas até três dias
    2:02

    País

    A CGTP quer levar o tema das baixas médicas à Concertação Social, já a UGT diz que há outras matérias prioritárias. Ainda assim as duas centrais sindicais lembram que a não justificação de faltas pode dar origem a um despedimento por justa causa. Esta quinta-feira o bastonário da Ordem dos Médicos propôs ao Governo que acabe com as baixas de curta duração, até três dias.

  • Papa interrompe percurso no Chile para ajudar polícia
    0:21