sicnot

Perfil

Desporto

Chaves promete não facilitar o Benfica e diz que "tudo por acontecer"

O Desportivo de Chaves e o Benfica, as duas únicas equipas que sem derrotas na I Liga de futebol, defrontam-se no sábado 18 anos depois, mas, apesar de as águias estarem na liderança, os flavienses prometem não facilitar.

"Um bom resultado para nós é uma vitória", disse esta quinta-feira o defesa-central Leandro Freire, em conferência de imprensa.

Já o avançado Vukcevic, que entre as épocas 2007/08 e 2010/11 alinhou pelo Sporting, afirmou que vai ser um jogo difícil também para o Benfica, porque "é claro" que o emblema `azul-grená´ pode ganhar o jogo.

Reforço desta temporada e totalista, Freire afirmou que o atual momento é "especial" para o coletivo, porque ainda não perderam, e isso dá maior confiança.

"Vamos defrontar o atual campeão, por isso, temos imenso respeito pela equipa do Benfica, mas temos trabalhado todos os dias com o intuito de não perder jogos e atingir os nossos objetivos", disse.

O defesa sustentou que a equipa tem feito um trabalho "sério", antevendo dificuldades ao adversário.

Para Vukcevic, nos 90 minutos de jogo "tudo pode acontecer", lembrando que ninguém esperava que o Rio Ave ganhasse ao Sporting e logo por 3-1.

"Sinceramente, acho que vai ser um jogo difícil para o Benfica, porque vamos fazer o nosso trabalho e jogar para vencer", realçou.

Questionado pelos jornalistas sobre a diferença entre as duas equipas, o avançado considerou que a "diferença real é muita" e, a brincar, acrescentou: "O Júlio César ganha mais do que todo o nosso plantel, mas o que conta é dentro de campo."

"Somos uma equipa unida, com um coletivo bom. O maior mérito é do treinador, gosto muito do trabalho dele", revelou.

O Desportivo de Chaves recebe o Benfica, no sábado, às 18:15, em jogo da sexta jornada da I Liga, que será arbitrado por Tiago Martins, da Associação de Lisboa.

Lusa

  • Atirador canadiano mata combatente do Daesh a 3,5km de distância

    Mundo

    Um atirador das Forças Especiais do Canadá matou um combatente do Daesh com um tiro disparado a 3,5 quilómetros de distância, no passado mês de maio, no Iraque. O Comando de Operações Especiais canadiano garantiu à BBC que a distância do disparo, realizado com sucesso, é já considerada um recorde na história militar.

  • Revelada a verdadeira identidade de Banksy?

    Cultura

    O músico e produtor Goldie pode ter revelado a identidade do artista mais conhecido por Banksy, durante uma entrevista ao podcast do rapper Scroobius Pip. Goldie referiu Robert Del Naja de forma acidental e os fãs acreditam que a identidade do artista britânico foi finalmente desvendada.

  • "Mãe, por favor, para de dizer asneiras. Não quero que leves um tiro"
    0:51

    Mundo

    O Departamento de Investigação da Polícia do Minnesota divulgou esta sexta-feira um vídeo com imagens de um incidente que levou à morte de um afro-americano pela polícia, nos Estados Unidos da América. Em julho de 2016 um polícia atingiu mortalmente Philando Castile, de 32 anos, durante uma operação de controlo rodoviário. O homem procurava os documentos de identificação quando o polícia disparou quatro tiros. Nas imagens é possível ver o desespero da filha da companheira de Philiando Castile, minutos depois de ter visto o padrasto a morrer. O agente responsável pela morte de Castile foi absolvido pelo Tribunal na semana passada.

  • Depois da "provocação", o acidente em cadeia
    0:43

    Mundo

    Um vídeo de um acidente numa autoestrada em Santa Clarita, na Califórnia (EUA), está a tornar-se viral nas redes sociais. Nas imagens é possível ver um motociclista a dar um pontapé num carro que seguia à sua frente. Como forma de "retribuição", o carro vira na direção da mota mas bate no separador e depois numa carrinha que acabou por capotar. Segundo a imprensa norte-americana o condutor da carrinha foi levado para o hospital com ferimentos ligeiros. Já a pessoa que conduzia a mota seguiu o seu caminho.