sicnot

Perfil

Desporto

Chaves promete não facilitar o Benfica e diz que "tudo por acontecer"

O Desportivo de Chaves e o Benfica, as duas únicas equipas que sem derrotas na I Liga de futebol, defrontam-se no sábado 18 anos depois, mas, apesar de as águias estarem na liderança, os flavienses prometem não facilitar.

"Um bom resultado para nós é uma vitória", disse esta quinta-feira o defesa-central Leandro Freire, em conferência de imprensa.

Já o avançado Vukcevic, que entre as épocas 2007/08 e 2010/11 alinhou pelo Sporting, afirmou que vai ser um jogo difícil também para o Benfica, porque "é claro" que o emblema `azul-grená´ pode ganhar o jogo.

Reforço desta temporada e totalista, Freire afirmou que o atual momento é "especial" para o coletivo, porque ainda não perderam, e isso dá maior confiança.

"Vamos defrontar o atual campeão, por isso, temos imenso respeito pela equipa do Benfica, mas temos trabalhado todos os dias com o intuito de não perder jogos e atingir os nossos objetivos", disse.

O defesa sustentou que a equipa tem feito um trabalho "sério", antevendo dificuldades ao adversário.

Para Vukcevic, nos 90 minutos de jogo "tudo pode acontecer", lembrando que ninguém esperava que o Rio Ave ganhasse ao Sporting e logo por 3-1.

"Sinceramente, acho que vai ser um jogo difícil para o Benfica, porque vamos fazer o nosso trabalho e jogar para vencer", realçou.

Questionado pelos jornalistas sobre a diferença entre as duas equipas, o avançado considerou que a "diferença real é muita" e, a brincar, acrescentou: "O Júlio César ganha mais do que todo o nosso plantel, mas o que conta é dentro de campo."

"Somos uma equipa unida, com um coletivo bom. O maior mérito é do treinador, gosto muito do trabalho dele", revelou.

O Desportivo de Chaves recebe o Benfica, no sábado, às 18:15, em jogo da sexta jornada da I Liga, que será arbitrado por Tiago Martins, da Associação de Lisboa.

Lusa

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.