sicnot

Perfil

Desporto

"Eu sei que alguns Einsteins do futebol tentam apagar 16 anos da minha carreira"

O treinador português José Mourinho apontou aquilo que diz serem os "Einsteins do futebol" e referiu que os que o criticam "tentam apagar 16 anos" da sua carreira como técnico de futebol.

Em causa estão as críticas de que o treinador do Manchester United tem sido alvo, pelas três derrotas seguidas sofridas: em casa com o rival Manchester City (2-1), fora com o Watford (3-1), ambas na liga inglesa, e com o Feyenoord (3-1), na Liga Europa.

Resultados negativos a que se seguiu um triunfo frente ao modesto Northampton Town, na quarta-feira (3-1), na Taça da Liga Inglesa.

"Eles tentam apagar uma história incrível do Manchester United e focam-se numa semana má, com três maus resultados. Mas isto é o novo futebol. Está cheio de Einsteins", reiterou o português, considerado por muitos o melhor treinador do mundo.

Mourinho, que conquistou duas Ligas dos Campeões (com FC Porto e Inter de Milão) e foi campeão em Portugal (FC Porto), Inglaterra (Chelsea), Itália (Inter de Milão) e Espanha (Real Madrid), foi na última época afastado do comando do Chelsea.

Após a sua saída, em dezembro, o técnico esteve parado, até assumir este verão o comando do Manchester United, o clube com mais títulos na liga inglesa, naquela que é a segunda experiência do português em Inglaterra, onde apenas treinara o Chelsea.

"Compreendo perfeitamente a deceção dos adeptos, se estiverem dececionados com a última semana", disse ainda José Mourinho, acrescentando que no regresso a Old Trafford, sábado, frente ao campeão Leicester, os adeptos estarão, como sempre estiveram, com a equipa.

Lusa

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.