sicnot

Perfil

Desporto

Egito bate Itália e passa aos quartos do Mundial 2016 de futsal

© Lusa

O Egito provocou uma nova surpresa no Mundial de futsal, ao eliminar a Itália na quinta-feira, com uma vitória por 4-3, no prolongamento, assegurando a última vaga nos quartos de final da competição que decorre na Colômbia.

Um dia depois de o Irão ter afastado o bicampeão Brasil nos oitavos de final, os vice-campeões africanos deixaram pelo caminho a terceira classificada das duas últimas edições do Mundial, graças a um golo de Abdelrahman Elashwal, aos 48 minutos, a completar um hat-trick e a desfazer o 3-3 registado no final do tempo regulamentar.

Elashwal, aos 7 e aos 19 minutos, e Essam, aos 34, marcaram os golos do Egito antes do tempo extra, enquanto Murilo, aos 7 e aos 35, e Ercolessi, aos 20, fizeram os tentos da Itália.

Nos quartos de final, o Egito vai defrontar a Argentina, que também se qualificou na quinta-feira, ao bater a Ucrânia por 1-0, também após prolongamento, graças a um golo de Leandro Cuzzolino.

Antes, Portugal ficou a saber que vai discutir o acesso às meias-finais com o Azerbaijão, que superou a Tailândia por 13-8, após prolongamento, em encontro dos oitavos de final, disputado em Medellin.

O embate dos quartos de final entre Portugal e o conjunto azeri está marcado para domingo, pelas 18:00 locais (00:00 de segunda-feira, em Lisboa), no Coliseo el Pueblo, em Cali.

Nos oitavos de final, o Azerbaijão só conseguiu desbloquear o jogo frente à Tailândia no prolongamento, período em que marcou seis golos, depois de se ter atingido o final do tempo regulamentar com um empate 7-7.

Fineo (cinco), Thiago Bonilha (três), Vassoura (dois), Vitaliy Borisov, Fabio Poletto e o guarda-redes Rovshan Huseynli apontaram os tentos dos azeris, no embate com mais golos (21) da edição de 2016 do Mundial, superando os 18 da goleada do Brasil a Moçambique (15-3).

Lusa

  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • Morreu Miguel Beleza

    País

    Miguel Beleza, economista e antigo ministro das Finanças, morreu esta quinta-feira de paragem cardio-respiratória aos 67 anos.

  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.