sicnot

Perfil

Desporto

Yaya Touré diz que foi vítima de racismo toda a vida

© Reuters Staff / Reuters

O futebolista do Manchester City Yaya Touré disse esta terça-feira que foi vítima de racismo durante toda a vida e mostrou-se "desiludido" pelo facto de a FIFA ter terminado o grupo de trabalho contra o racismo.

"Fui vítima de racismo toda a minha vida, tanto na rua, como nos estádios. Depois de lutar durante décadas contra o racismo, porquê acabar com uma coisa que tinha começado a funcionar?", lamentou Yaya Touré, que foi escolhido pela FIFA como consultor da comissão criada em 2013.

O médio explicou que quando recebeu a carta a informar que o grupo de trabalho iria ser desativado ficou "desiludido". A carta enviada continha todas as missões concluídas pelo grupo e a "única esperança" que o jogador tem é a de que a FIFA pense sobre o assunto, alertando que "serão os fãs e os jogadores a sofrer".

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.