sicnot

Perfil

Desporto

Infantino quer aumentar número de seleções no Mundial para 40 ou 48

O presidente da FIFA, Gianni Infantino, revelou esta segunda-feira em Bogotá que está a ponderar a ideia de aumentar o número de seleções participantes no Mundial de futebol para 40 ou 48 a partir de 2026.

"O nosso dever é desenvolver o futebol e por isso propus durante a minha campanha eleitoral um Mundial com 40 seleções, oito mais do que acontece atualmente", disse Infantino, durante uma visita à Universidade Sérgio Arboleda, em Bogotá, à qual assistiu para apoiar o projeto "Futebol+Educação".

O dirigente justificou o aumento de seleções do Mundial com o impacto social que o futebol tem em todo o mundo.

"Se a Colômbia se qualifica para o Mundial, todo o país vive em euforia, há felicidade. Se não se qualifica, há tristeza, é uma tragédia nacional. Isso mostra a força do futebol e do Mundial", disse Infantino, dando um exemplo do impacto social que o futebol tem.

Sobre a eventual participação futura de 48 seleções -- atualmente participam 32 -- afirmou que se trata de uma ideia que será debatida no Conselho da FIFA na próxima semana, ressalvando, porém, que a decisão final só será tomada em janeiro de 2017.

Lusa

  • Vidas de fogo
    12:04

    Reportagem Especial

    Este ano durante o período mais crítico dos fogos, estão no terreno quase dez mil operacionais, a maioria bombeiros voluntários. A Reportagem Especial da SIC deste domingo "Vidas de fogo" dá a conhecer histórias de bombeiros que sobreviveram às chamas enquanto serviam o país.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.