sicnot

Perfil

Desporto

Internacional finlandês Emerenko suspenso por consumo de substância ilegal

O futebolista finlandês Roman Emerenko, que atua no CSKA de Moscovo, foi suspenso esta sexta-feira pela UEFA por 30 dias, devido ao "consumo de uma substância alternativa ao tabaco", falhando assim os jogos frente ao Mónaco na Liga dos Campeões.

A substância fumada pelo jogador internacional - uma espécie de tabaco húmido - é autorizada na região da Escandinávia, em países como a Dinamarca, Suécia ou Noruega. Todavia, no resto da Europa, o seu consumo está interdito.

Em declarações à AFP, Mikael Eravuori, porta-voz da Federação Finlandesa de Futebol (FFF), confirmou a suspensão "imediata, por 30 dias" do médio finlandês, embora a UEFA "não tenha explicado oficialmente o porquê".

O elemento do organismo que tutela o futebol finlandês acrescentou, porém, que um resultado positivo num controlo antidoping poderá "ser uma das razões, mas não a única" para tal suspensão.

Sergei Aksenov, porta-voz do clube campeão russo, recusou comentar, aos meios de comunicação locais, as razões da suspensão da UEFA, que remeteu para o clube e seleção do jogador explicações sobre o caso.

O internacional finlandês, de 29 anos, ficou, inclusive, impedido de representar a Finlândia no jogo de quinta-feira frente à Islândia (2-3) na fase de qualificação para o Mundial2018.

Lusa

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.