sicnot

Perfil

Desporto

Renault confirma contratação do piloto alemão Nico Hulkenberg

O piloto alemão Nico Hulkenberg vai sair da equipa de Formula 1 Force Índia no final da época e vai juntar-se à equipa da Renault em 2017, com contrato de dois anos, anunciou esta sexta-feira a marca francesa.

Vincent Thian

"Estou muito satisfeito por me juntar, em 2017, ao Renault Sport Formula One Team. A Renault foi sempre um ator de primeiro plano no desporto automóvel e que me evoca grandes recordações", afirmou o piloto alemão.

Hulkenberg, de 29 anos, está a seguir os passos do emblemático ex-campeão Michael Schumacher, que ao volante da Renault completou apenas uma temporada e ganhou o nono Grande Prémio e o segundo dos seus sete títulos mundiais.

"Foi com a Renault que Michael Schumacher fez da Alemanha uma nação de Fórmula 1 e fez despertar em mim o entusiasmo e a paixão pela competição. Ao fazer parte da família Renault quero desenvolver o novo monolugar e escrever novas páginas nesta história de sucesso", acrescentou.

Para o presidente da Renault Sport, Jérôme Stoll, o piloto alemão encaixa-se no perfil que procuravam e descreve-o como um "piloto talentoso, dedicado e motivado", que irá ajudar "a explorar o trabalho realizado nesta temporada que se deverá traduzir na obtenção de melhores resultados em 2017 e nos anos seguintes".

Esta sexta-feira, a Force Índia já tinha anunciado a saída do piloto, em que o chefe da equipa indiana, Vijay Mallya descreveu-o como "piloto excecional" e que a equipa respeita a decisão do piloto de "explorar novas oportunidades".

Hulkenberg agradeceu à equipa indiana a "possibilidade" que lhe deu ao poder "abraçar esta nova oportunidade" e garante que vai "dar tudo para que a Force Índia obtenha o quarto lugar do Campeonato de Construtores".

A última corrida do piloto, de 29 anos, pela Force India será no próximo mês, em Abu Dhabi.

O alemão ocupa atualmente o nono lugar do Mundial de pilotos, com 54 pontos, após 17 dos 21 Grandes Prémios da temporada.

Lusa

  • Fogo em Setúbal dominado
    2:31

    País

    O incêndio que deflagrou na terça-feira em Setúbal está dominado. As chamas chegaram a ameaçar as casas, o que obrigou à retirada de cerca de 500 pessoas das habitações, como medida de precaução. Também o Hotel do Sado teve de ser evacuado.

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26
  • Danos Colaterais 
    18:55
    Reportagem Especial

    Reportagem Especial

    Jornal da Noite

    Nos últimos oito anos a banca perdeu 12 mil profissionais. A dimensão de despedimentos no setor é a segunda maior da economia portuguesa, só ultrapassada pela construção civil. A etapa mais complexa da história começou em 2008, com a nacionalização do BPN. Desde então, as saídas têm sido a regra. A reportagem especial desta terça-feira, "Danos Colaterais", dá voz aos despedidos da banca.