sicnot

Perfil

Desporto

Jovetic e Gabriel Barbosa podem estar de saída do Inter

© Alessandro Garofalo / Reuters

Os futebolistas Stevan Jovetic e Gabriel Barbosa "Gabigol" poderão ser vendidos pelo Inter de Milão em janeiro, devido a aposta dos proprietários chineses do clube italiano em contratações de "bom nível", revelou o técnico Stefano Pioli.

"Nós vamos procurar fazer algumas mudanças de bom nível no próximo verão. Os adeptos podem ter a certeza. A Suning quer fazer do Inter um dos principais clubes do mundo novamente", disse Pioli, em entrevista ao jornal italiano La Gazzetta dello Sport.

Após o empresário de Jovetic ter a acusado Pioli de permitir aos principais jogadores do plantel escolherem a equipa, o técnico reuniu-se com o montenegrino para discutir a sua pouca utilização esta época.

"Durante uma reunião com o jogador, Jovetic mostrou-se muito infeliz com algumas escolhas que foram feitas", disse Pioli.

Jovetic, de 27 anos, que está no Inter por empréstimo do Manchester City, só jogou apenas 67 minutos, desde o início da temporada.

Já Gabigol, que assinou um contrato de 30 milhões de euros em agosto, proveniente do Santos, pediu para ser vendido em janeiro, depois de ter feito apenas dois jogos como suplente utilizado.

"Ele está a trabalhar bem, como todos os outros, mas tem de me mostrar que é melhor do que a concorrência. Ele não foi excluído. Eu jogo com os jogadores que me ajudam a vencer", referiu o treinador italiano.

Lusa

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15