sicnot

Perfil

Desporto

Tóquio anuncia orçamento máximo de 14,7 mil milhões para os Jogos Olímpicos

© Kim Kyung Hoon / Reuters

O comité organizador de Tóquio2020 anunciou hoje que o orçamento para a realização dos Jogos Olímpicos vai situar-se entre 1,6 e 1,8 mil milhões de ienes (13.090 e 14.720 milhões de euros), depois de reduzir os custos.

A organização do evento propôs reduzir o orçamento depois de um grupo de analistas ter concluído que as despesas poderiam atingir os três mil milhões de ienes (24.347 milhões de euros).

A nova verba foi apresentada oficialmente hoje após uma reunião com o Comité Olímpico Internacional (COI), o comité organizador de Tóquio2020, a governadora de Tóquio, Yuriko Koike, e a ministra japonesa encarregada do evento, Tamayo Marukawa.

Durante o encontro, também foi aprovada a construção de um novo estádio de voleibol para os Jogos Olímpicos, o Ariake Arena.

De modo a reduzir os custos, a organização de Tóquio2020 já modificou um terço dos locais de competições desportivas em relação ao programa original.

Lusa

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.

  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.