sicnot

Perfil

Desporto

Guardiola confessa que final da carreira está próximo

© Reuters Staff / Reuters

O espanhol Pep Guardiola, treinador do Manchester City, assumiu esta segunda-feira, numa entrevista à NBC, que a sua carreira no futebol está a aproximar-se do fim.

"No Manchester City, estarei três anos ou mais tempo, mas estou a aproximar-me do final da minha carreira como treinador, tenho a certeza", disse na entrevista emitida pela cadeia norte-americana.

Na entrevista Guardiola, que está a cumprir a primeira de três temporadas de contrato com a equipa inglesa, confessou que não se vê como técnico aos 60 ou 65 anos.

"O que gosto de imaginar é que o próximo passo será melhor. Caso contrário, não estarei aqui", sublinhou.

Questionado sobre qual será o seu futuro quando deixar os bancos de futebol, o espanhol, de 45 anos, apontou para outro desporto: "Se me procurares, estarei num campo de golfe".

O Manchester City, que hoje venceu o Burnley por 2-1 em jogo da 20.ª jornada, é terceiro na Liga inglesa, com 42 pontos, menos sete do que o líder Chelsea.

Lusa

  • Pep Guardiola é o novo treinador do Manchester City
    1:48

    Desporto

    Pep Guardiola foi apresentado como treinador do Manchester City num evento que contou com milhares de adeptos. Durante a apresentação, o técnico espanhol revelou que quer provar que pode vencer em Inglaterra, depois de ter conseguido títulos em Espanha e na Alemanha.

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.