sicnot

Perfil

Desporto

Carlos Queiroz apresentou demissão à federação iraniana de futebol

© TT News Agency / Reuters (Arquivo)

O treinador português Carlos Queiroz apresentou um pedido de demissão, na sexta-feira, ao presidente da federação iraniana de futebol, segundo um comunicado da assessoria de imprensa do selecionador.

"Esta decisão surge na sequência de uma reunião de cinco horas, no fim da qual foi concluído não existirem condições para a implementação do plano de preparação para o Campeonato do Mundo, plano esse já apresentado e aprovado pela federação iraniana, Liga e clubes, mas permanentemente minado devido à oposição sistemática movida contra a federação e contra o selecionador iraniano, por parte de agentes desportivos não interessados no sucesso da seleção nacional", lê-se no comunicado do técnico.

Carlos Queiroz comanda a seleção asiática desde 2011, tendo, desde então, enfrentado vários obstáculos, que o levaram a um pedido de demissão, em fevereiro de 2016, que foi revogado em maio último, após ter recebido o apoio do governo e da federação iraniana.

"Depois de um ano de 2016 sem derrotas, em que a seleção do Irão ascendeu à liderança do respetivo grupo de qualificação para o Mundial e confirmou o seu estatuto de melhor seleção asiática do 'ranking' da FIFA, a federação iraniana reconheceu não ter as condições nem a autoridade para a implementação do plano já aprovado", rematou Queiroz.

Após cinco jogos, o Irão lidera o Grupo A de qualificação asiática para o Mundial2018, com 11 pontos, mais um do que a Coreia do Sul, ocupando atualmente o 29.º posto do 'ranking' da FIFA.

Lusa

  • Oceanário de Lisboa dá formação sobre impacto da acumulação de plásticos nos oceanos
    2:37