sicnot

Perfil

Desporto

Maradona e Puyol apoiam alargamento do número de seleções no Mundial de futebol

© Arnd Wiegmann / Reuters

Diego Maradona e Carles Puyol, antigos capitães das seleções argentina e espanhola, respetivamente, apoiaram esta segunda-feira a proposta de alargar o número de 32 para 48 seleções na fase final no Mundial de futebol, a partir de 2026.

"Parece-me fantástico", afirmou Maradona ao ser questionado sobre o que pensava da dita proposta, que será debatida na terça-feira pelo Cnselho da FIFA.

O "astro" argentino encontra-se em Zurique a participar na cerimónia "The Best", que irá eleger hoje os melhores entre os melhores do mundo de futebol e fez parte do encontro amigável que juntou outras lendas e dirigentes da entidade que rege o futebol mundial.

Maradona explicou à imprensa o seu apoio ao alargamento do número de seleções. "Parece-me ótimo, porque irão dar-se mais oportunidades e esperança a equipas e países que nunca participaram numa competição tão linda", explicou o antigo avançado.

O ex-jogador do FC Barcelona não considera que a qualidade do Mundial vá diminuir com este alargamento. "Quanto mais equipas melhor, assim mais gente vem para os campos de futebol", acrescentou.

Esta é uma opinião que é partilhada por Puyol, que também definiu a proposta como "fantástica". "Um Mundial é a festa do futebol e quantas mais seleções possam participar melhor, quanto mais adeptos possam disfrutar melhor", assinalou Puyol, que também jogou na partida amigável.

A segunda reunião do Conselho, órgão que substituiu o Comité Executivo, irá analisar na terça-feira as quatro propostas que recebeu sobre o formato do Mundial do futebol de 2026, que passam por continuar com o modelo atual de 32 seleções ou por alargar para 40 ou 48 equipas.

O aumento do número de seleções é, na opinião do presidente da FIFA, Gianni Infantino, algo que "toda a gente quer" e que "não subtrai qualidade" à competição.

Lusa

  • Buscas no Benfica, P. Ferreira, V. Setúbal e Desportivo das Aves

    Desporto

    A Polícia Judiciária do Porto está a fazer buscas à SAD do Benfica, no Estádio da Luz, e ainda ao Paços de Ferreira, Desportivo das Aves e Vitória de Setúbal. Em causa estão alegados crimes de corrupção desportiva e fraude fiscal. O clube da Luz já reagiu em comunicado.

    Em atualização

  • Sousa Cintra e Comissão de Gestão analisam futuro do Sporting
    2:37

    Crise no Sporting

    Sousa Cintra reuniu-se hoje com a Comissão de Gestão para analisar o que fazer no Sporting, depois da tomada de posição de Bruno de Carvalho. O presidente que foi destituído do cargo na Assembleia Geral de sábado, depois de dizer que se ia afastar, deixou depois a garantia de que vai impugnar a reunião magna do clube e vai a eleições.

  • Gato reencontra dono 10 anos depois de ter desaparecido

    Mundo

    A Blue Cross recolheu no mês passado um gato que tinha sido dado como desaparecido em 2008, num altura em que o dono Mark Salisbury residia em Ipswich, Suffolk, no Reino Unido. Graças ao microchip de Harry, a associação britânica que se dedica à proteção animal, conseguiu localizar Salisbury, que agora vive em Gloucestershire.

  • "É a primeira vez que vai ser testado o programa do Nuno Crato"
    0:57

    País

    Os alunos do 11º e 12º anos de escolaridade fazem hoje o exame de matemática, uma das provas mais importantes no acesso à universidade e para a conclusão do ensino obrigatório. No final do secundário, são quase 50 mil os alunos que hoje fazem a prova que acarreta algumas alterações instituídas ainda pelo ex-ministro Nuno Crato, como explicou à SIC Notícias o diretor do Liceu Camões, em Lisboa.

  • "Isto é a demagogia à solta"
    0:45

    Opinião

    Quem o diz é Luís Marques Mendes a propósito da aprovação esta semana da lei do CDS-PP que elimina o adicional do imposto sobre os combustíveis. O comentador da SIC critica a oposição por ter levado a votação uma lei inconstitucional e acusa ainda os parceiros de Governo de deslealdade. 

    Luís Marques Mendes