sicnot

Perfil

Desporto

FIFA diz que alargamento permite que mais países sonhem com o Mundial

Michael Probst/ AP

O presidente da FIFA Gianni Infantino considerou esta terça-feira que a decisão do Conselho do organismo em alargar o Mundial de futebol para 48 seleções, a partir de 2026, permitirá a um maior número de países "sonhar" com o apuramento.

"Temos que moldar o Campeonato do Mundo ao século XXI, o futebol é mais do que a Europa e a América do Sul", sustentou Gianni Infantino, defendendo que "um maior número de países terá a hipótese de sonhar".

Esta terça-feira, o Conselho da FIFA, reunido em Zurique, decidiu que a edição de 2026 terá 16 grupos de três equipas e que se realizará no mesmo período de tempo atualmente dedicado ao formato de 32 seleções.

Infantino defendeu ser uma solução vital, mas recusa a ideia de que um Mundial alargado dure mais tempo do que o que vigora agora.

Segundo o responsável máximo do futebol mundial, esta solução "traz benefícios sem aspetos negativos" e "cada jogo será decisivo", em alusão ao facto de cada um dos grupos ter três seleções.

Nenhuma decisão foi tomada em relação às 16 vagas suplementares , nomeadamente em relação à sua distribuição por Confederações, mas Infantino explicou que todos "terão mais".

Lusa

  • Equipa da SIC impedida de entrar na Venezuela

    País

    A SIC tinha uma equipa a caminho da Venezuela para cobrir as eleições da Assembleia Constituinte que decorrem no domingo. No entanto o jornalista Luís Garriapa e o repórter de imagem Odacir Junior foram impedidos de entrar no país. A equipa de reportagem foi barrada à chegada ao aeroporto de Caracas. Num despacho enviado à companhia aérea que os transportou, tanto o jornalista como o repórter de imagem são considerados "inadmissíveis no território da Venezuela".

  • "Fomos considerados inadmissíveis no território da Venezuela"
    4:43

    País

    O jornalista Luís Garriapa entrou em direto no Jornal da Noite, para explicar o que aconteceu esta quinta-feira, no aeroporto de Caracas. A equipa de reportagem de SIC foi impedida de entrar na Venezuela, onde ia cobrir as eleições da Assembleia Constituinte, marcadas para domingo.

  • Marcelo lembra como foi tratada a tragédia durante a ditadura
    2:25
  • Ministra admite falhas no SIRESP no presente e no passado
    2:35

    País

    A ministra da Administração Interna admitiu, esta quinta-feira, que o SIRESP falha no presente tal como já falhou no passado, quando a tutela pertencia ao Governo PSD. Os sociais-democratas quiserem ouvir Constança Urbano de Sousa na comissão parlamentar mas desta vez a ministra defendeu-se com um ataque. 

  • Uma viagem aérea pela aldeia histórica de Monsanto
    0:50
  • Quase três mil toneladas de plástico ameçam tartarugas no Mediterrâneo
    2:35

    Mundo

    O Mar Mediterrâneo está sob a ameaça de se tornar uma lixeira com três mil toneladas de plástico a flutuarem entre a Europa e África. Há milhões de turistas a nadarem nestas águas e há espécies marinhas que já estão em perigo. No Chipre, os cientistas estão a tentar proteger tartarugas, cuja alimentação já é quase totalmente de plástico.