sicnot

Perfil

Desporto

Chelsea recebe luz verde para a construção do novo Stamford Bridge

© Andrew Couldridge / Reuters

O concelho londrino de Hammersmith & Fulham aprovou esta quinta-feira o projeto do Chelsea para a construção de um novo estádio Stamford Bridge, com uma capacidade para mais de 60.000 pessoas.

A equipa de futebol do sudoeste da capital britânica vai desembolsar 500 milhões de libras (572,5 milhões de euros) na demolição do atual recinto e na construção de um novo.

"Estamos muito contentes por termos recebido a autorização necessária para empreender a remodelação da nossa histórica casa", manifestou o Chelsea, em comunicado.

O clube salientou que a luz verde do concelho de Hammersmith & Fulham não significa que as obras possam começar de imediato.

"É um passo muito importante que é preciso dar antes de começarmos a trabalhar, mas ainda nos falta obter outras autorizações", pode ler-se na nota.

Na atualidade, o estádio Stamford Bridge, inaugurado em abril de 1877 e remodelado em duas ocasiões, uma na temporada 1904/1905 e outra na década de 1990, pode acolher pouco mais de 41.600 espetadores.

O Chelsea apresentou o projeto para a construção de um novo estádio a 01 de dezembro de 2015, mas só hoje recebeu a autorização do concelho londrino, onde está situado o estádio, para levar a cabo a demolição total do recinto e a edificação de um novo durante um período de três anos.

As obras obrigariam os "blues" a jogar fora daquela que foi a sua casa nos últimos 111 anos durante, pelo menos, três temporadas.

Os estádios de Wembley, situado no norte da capital britânica e com capacidade para 90.000 espetadores, e de Twickenham, a casa da seleção inglesa de râguebi localizado no sudoeste de Londres, são os recintos que o Chelsea está a analisar como hipóteses para disputar os seus encontros em casa enquanto a construção decorrer.

Lusa

  • Passos explica porque se sentiu irritado com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o Presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas de que foi alvo.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.