sicnot

Perfil

Desporto

António Salvador também se recandidata à liderança da SAD do Sporting de Braga

A Sociedade Anónima Desportiva (SAD) do Sporting de Braga vai a eleições a 24 de fevereiro e António Salvador vai recandidatar-se à sua presidência, anunciou esta sexta-feira o presidente da mesa da assembleia-geral da SAD.

Segundo António Marques, na reunião de "cortesia" dos órgãos sociais do Sporting de Braga realizada na tarde desta sexta-feira e convocada por António Salvador, o líder "arsenalista" pediu eleições na SAD para o dia 24 do próximo mês, proposta que já foi aceite e que será agora comunicada aos acionistas.

A SAD bracarense encontra-se em gestão corrente já que o anterior mandato terminou a 31 de dezembro último. Conforme alteração estatutária, o próximo ciclo será de quatro anos (três até agora).

As eleições do clube serão em maio, ainda sem data definida, e, como já tinha referido noutras alturas, António Salvador é novamente candidato, sendo que se demitirá da liderança da SAD se perder esse ato eleitoral, revelou António Marques.

O presidente da mesa da AG da SAD disse ainda que António Salvador garantiu nesta reunião "a conclusão e pagamento no próximo mandato da academia e do pavilhão multiúsos".

Questionado sobre se esta é a altura certa para os críticos assumirem uma candidatura, respondeu: "Não sei o que é isso (críticos). Importa é que o Braga vá em frente, está nas meias-finais da Taça da Liga, e espero que esteja na final, e a lutar para estar no pódio no campeonato nacional, os críticos, em maio, terão oportunidade de apresentar uma lista."

Lusa

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras