sicnot

Perfil

Desporto

Ricardo Melo Gouveia igualou par de campo na prova de Abu Dhabi

Ricardo Melo Gouveia no Pro-Am Portugal Masters 2015, em Vilamoura.

(EPA/ Arquivo)

No primeiro dia de prova em Abu Dhabi, Ricardo Melo Gouveia igualou o par de campo em 72 pancadas.

O melhor golfista português iniciou esta quinta-feira a segunda época no European Tour. Amanhã, Ricardo Melo Gouveia volta ao green de manhã bem cedo, a partir das 4h20, hora de Portugal.

O torneio de Abu Dhabi que tem um valor total de dois milhões e meio de euros.

Melo Gouveia, que no ano passado foi quinquagésimo quarto (54º) na Race to Dubai - a melhor marca portuguesa em termos de ranking no circuito - é actualmente o número 138 do mundo.

  • Ricardo Melo Gouveia inicia segunda época no European Tour

    Desporto

    O golfista português Ricardo Melo Gouveia estreia-se esta quinta-feira na segunda época no European Tour. O torneio em questão é o 12.º Abu Dhabi HSBC Championship, que tem 2,5 milhões de euros em prémios e que vai ter Rickie Fowler a defender o título e vai contar com a presença de outras estrelas da modalidade.

  • Ricardo Melo Gouveia faz história no European Tour
    0:22

    Desporto

    Ricardo Melo Gouveia obteve este domingo a melhor classificação de sempre no European Tour de golfe, ao terminar em terceiro lugar o Open da África do Sul. Melo Gouveia concluiu a competição com um total de 281 pancadas, terminando num grupo de terceiros classificados. Uma prestação que garantiu ao golfista português a presença entre os 60 jogadores que vão participar no último torneio da época, no Dubai, na próxima quinta-feira. Melo Gouveia mostrou-se "contente" com o resultado.

  • Atacantes de Barcelona "não estão a caminho da nossa fronteira"
    7:00

    Ataque em Barcelona

    O diretor da Unidade Nacional de Contraterrorismo da Polícia Judiciária esteve esta sexta-feira no Jornal da Noite para falar sobre o duplo atentado em Espanha. Luís Neves diz que o nível de ameaça em Portugal, perante os ataques, não foi alterado porque "não se detectou que tenha existido informação que possa colocar o nosso território em perigo".