sicnot

Perfil

Desporto

ESPN afasta comentador acusado de ter feito comentário racista sobre Venus Williams

Venus Williams, EUA

© Carlo Allegri / Reuters

A cadeia televisiva ESPN retirou Doug Adler da cobertura do Open da Austrália, com base na má "escolha de palavras" do comentador, acusado de ter comparado a movimentação da tenista norte-americana Venus Williams à de um gorila.

"Durante a transmissão de um jogo do Open da Austrália na ESPN3, Doug Adler deveria ter sido mais criterioso na escolha de palavras. Ele apresentou as suas razões e nós decidimos retirá-lo da cobertura da prova", informou a ESPN, em comunicado.

Adler foi acusado de ter comparado a movimentação de Venus Williams em 'court' à de um gorila, durante o jogo com a suíça Stephanie Vögele, da segunda ronda da primeira prova do' Grand Slam' de 2017, ainda que o comentador tenha alegado que a expressão utilizada foi "guerrilha".

"(Vögele) Falha o primeiro serviço e Venus ataca-a de imediato. Vemos Venus avançar e colocar o efeito gorila (ou guerrilha)", disse Adler, de 59 anos, durante a transmissão do encontro, que a norte-americana venceu por 6-3 e 6-2.

Lusa

  • Troika nem sempre protegeu os mais vulneráveis, conclui avaliação do FMI

    Economia

    O organismo de avaliação independente do FMI concluiu que as medidas aplicadas pela troika em Portugal nem sempre protegeram as pessoas com menos rendimentos, apontando que a primeira preocupação do Fundo era a redução dos défices, apurou o gabinete independente de avaliação do Fundo Monetário Internacional (FMI),

  • "A maioria das pessoas que criticou André Ventura nunca viveu esses problemas"
    3:43

    Opinião

    A polémica em torno das declarações do candidato do PSD à Câmara de Loures, André Ventura, sobre o modo de vida da etnia cigana no concelho, esteve em análise no Jornal da Noite desta segunda-feira. Miguel Sousa Tavares defende que "os problemas existem mas não podem ser generalizados". O comentador SIC considera, ainda assim, que André Ventura tem razão quando diz que "a maioria das pessoas que o criticou nunca viveu esses problemas".

    Miguel Sousa Tavares