sicnot

Perfil

Desporto

Ronaldinho embaixador do Barcelona durante os próximos 10 anos

© Albert Gea / Reuters

O FC Barcelona e o brasileiro Ronaldinho Gaúcho assinaram esta quinta-feira um acordo para que o futebolista seja embaixador do clube espanhol durante 10 anos.

O contrato será celebrado na sexta-feira e prevê que Ronaldinho represente o Barcelona em atos internacionais e em Espanha, bem como integre o projeto "Lendas", que envolve antigos futebolistas do Barcelona na participação em jogos amigáveis por todo o mundo.

O 'Barça' também vai colaborar com as academias de futebol do seu antigo jogador, que se fará representar quando o clube abrir projetos para jovens em todo o mundo.

Ronaldinho já tinha representado o Barcelona em setembro aquando da abertura de uma sede em Manhattan, em Nova Iorque, dois anos depois de abrir sua primeira 'casa' fora de Espanha em Hong Kong, China.

O antigo internacional brasileiro foi elemento fundamental nos êxitos do Barcelona entre 2003 e 2008.

Lusa

  • Derrame de ácido clorídrico na Nacional 1, em Gaia
    1:15

    País

    Um derrame de ácido clorídrico obrigou esta manhã ao corte da Nacional 1, em Vila Nova de Gaia, na zona de Pedroso. O ácido estava a ser transportado em embalagens de plástico, dentro de um pesado de mercadorias. Foi o motorista que detetou a fuga e pediu a ajuda dos bombeiros.

  • "Fiz coisas de que me envergonho"
    2:31
  • "É abusivo falar de fuga ao fisco"
    4:10

    Economia

    Dez mil milhões de euros é o valor de que se fala das transferências para contas offshore, que terão escapado à Autoridade Tributária. O número impressiona, mas é preciso notar que este dinheiro é capital que sai do país e o capital não está sujeito ao pagamento de imposto só porque sai do país. O fiscalista Tiago Caiado Guerreiro esteve no Jornal da Noite para dar mais explicações sobre o caso.

  • Número de mortos de atentado em al-Bab sobe para 60

    Mundo

    O atentado bombista de hoje na cidade de al-Bab (Norte da Síria), capturada na quinta-feira ao Estado Islâmico, fez pelo menos 60 mortos, de acordo com um novo balanço noticiado pela agência de notícias estatal turca Andadolu.