sicnot

Perfil

Desporto

Futebol dá mais agilidade a pessoas com paralisia cerebral

© Reuters Staff / Reuters

A prática de futebol por pessoas com paralisia futebol faz desenvolver uma maior agilidade nos movimentos e uma mais rápida ativação dos músculos, quando comparados com indivíduos sedentários com a mesma condição, concluiu uma investigadora da Universidade do Porto.

De acordo com a investigadora da Faculdade de Desporto da Universidade do Porto (FADEUP) Cláudia Cardoso, estas diferenças notam-se, principalmente, nos quadríceps (músculos na parte da frente das coxas) e nos músculos distais (rácio tibial anterior - músculo da perna que se estende na parte lateral da tíbia).

"A lesão do sistema nervoso central, como o caso da paralisia cerebral, provoca um atraso na capacidade de preparação para o movimento (denominado feddforward)", explicou, acrescentando que esse foi o ponto de partida para o estudo.

Os dados para a investigação, na qual participaram indivíduos com diagnóstico de paralisia cerebral com idades compreendidas entre os 18 e os 40 anos, foram recolhidos no Laboratório de Biomecânica da Universidade do Porto (LABIOMEP), localizado na FADEUP.

Os participantes foram divididos em dois grupos, sendo o primeiro constituído por praticantes de futebol - equipa de futebol na instituição Futebol Clube do Porto - e o segundo por elementos que não realizavam qualquer atividade desportiva regular - utentes da Associação Portuguesa de Paralisia Cerebral (APPC).

Foi efetuada uma recolha inicial, no princípio da época, e outra passados quatro meses. Durante esse período os atletas realizaram treinos três vezes por semana, com a duração de uma hora e trinta minutos, sempre com o mesmo treinador.

Para obtenção dos resultados foi avaliada a atividade muscular dos participantes, através de eletromiografia, tecnologia que permite uma leitura do padrão de ativação dos músculos selecionados para o estudo.

Este projeto surgiu a partir do gosto pessoal da investigadora por desporto, mais propriamente por futebol, e pela necessidade de ver divulgada a prática desportiva em indivíduos portadores de deficiência e o benefício da mesma na população em questão.

O estudo em causa foi orientado pelo professor da FADEUP, Leandro José Rodrigues Machado, e pela fisioterapeuta do Instituto de Investigação e Formação Avançada em Ciências e Tecnologias da Saúde (CESPU), Raquel da Glória Teixeira de Carvalho.

Lusa

  • Rúben Lima nega crimes de corrupção no processo Cashball
    6:04

    Desporto

    Rúben Lima, um dos 8 jogadores suspeitos de terem sido aliciados por intermediários ao serviço do Sporting para beneficiar o clube de Alvalade, nega todos os crimes investigados pela Polícia Judiciária. Numa entrevista exclusiva à SIC, o jogador do Moreirense garante que não conhece nenhum dos quatro arguidos detidos no âmbito do processo Cashball.

    Exclusivo SIC

  • Partido Podemos com votação inédita em Espanha
    1:32

    Mundo

    Há uma votação inédita em Espanha. O Podemos começou esta terça-feira a decidir a continuidade do líder do partido, depois de Pablo Iglesias e a companheira terem comprado uma casa de 600 mil euros.

  • Rui Rio alerta que violações do segredo de justiça ameaçam democracia
    2:16

    País

    Rui Rio diz que não pede demissões "a cada esquina" e prefere aguardar pelas respostas do ministro Adjunto Siza Vieira, sobre o alegado conflito de interesses com os acionistas chineses da EDP. O líder do PSD esteve esta terça-feira reunido com a direção nacional da Polícia Judiciária, onde defendeu que a violação do segredo de justiça é insustentável e ameaça o regime democrático.

  • Reclusos limpam Ria Formosa
    3:01

    País

    Alguns reclusos do estabelecimento prisional de Olhão estão pela segunda vez a limpar a ilha da Armona, na Ria Formosa. São homens que beneficiam de regime aberto e, em fim de cumprimento de pena, têm com este trabalho uma amostra da liberdade que tanto aguardam.

  • A maior obra de reconversão urbana em Portugal 20 anos depois
    3:47