sicnot

Perfil

Desporto

Sporting de Braga recorre de castigo de Vukcevic

© Miguel Vidal / Reuters

O Sporting de Braga vai recorrer do castigo de três jogos aplicado ao médio Vukcevic, revelou hoje à agência Lusa fonte do clube, quarto classificado da I Liga de futebol.

O montenegrino viu o cartão vermelho no jogo com o Rio Ave, da 19ª jornada, devido a uma agressão a Guedes, e o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) aplicou-lhe uma suspensão de três partidas.

Contudo, o Sporting de Braga vai apresentar recurso para o Pleno do Conselho de Disciplina da FPF do castigo de Vukcevic.

Se o recurso não for considerado por aquele órgão, o médio defensivo falha os jogos com o Boavista e Benfica, depois de já ter estado ausente da receção ao Estoril (1-1), da 20ª jornada.

Para a deslocação ao Bessa, o treinador Jorge Simão não pode contar ainda com Assis, que vai cumprir um jogo de castigo pelo quinto cartão amarelo.

Lusa

  • A fuga dos PIDES
    1:16

    Perdidos e Achados

    Ao final do dia 29 de Junho de 1975, 89 agentes da PIDE fugiam da cadeia de Vale de Judeus, em Alcoentre. Mais de 40 anos depois, Perdidos e Achados recupera um dos acontecimentos do Verão Quente em Portugal. Hoje no Jornal da Noite e conteúdos exclusivos no site.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Uma volta a Portugal. De bicicleta mas sem licra

    País

    Um grupo de professores propõe-se a repetir o percurso da 1.ª Volta a Portugal em Bicicleta, 90 anos depois. Não se trata de uma corrida, pelo contrário querem provar que qualquer um o pode fazer e promover o uso da bicicleta como meio de transporte pessoal. “Dar a volta” parte para a estrada esta quarta-feira, de Lisboa a Setúbal, tal como em 26 de abril de 1927.

    Ricardo Rosa

  • Casa Madonna di Fatima em Roma é um lar de idosos com 9 irmãs portuguesas
    4:29

    Mundo

    A mais antiga igreja dedicada à Senhora de Fátima em Roma tem mais de 50 anos. Foi construída pelas franciscanas hospitaleiras do Imaculado Coração, uma congregação fundada em Portugal. Hoje, as religiosas portuguesas gerem um lar na mesma rua, mas o templo foi entregue a uma congregação italiana.