sicnot

Perfil

Desporto

Presidente da FIFA elogia feito do Barcelona e volta a abordar vídeo-árbitro

O presidente da FIFA elogiou esta quinta-feira a forma como o Barcelona se qualificou para os quartos de final da Liga dos Campeões de futebol, virando em casa (6-1) uma derrota por 4-0 na visita ao Paris Saint-Germain.

"Quando temos a sensação de que já vimos tudo, aparece sempre alguma coisa que nunca tínhamos testemunhado", comentou Gianni Infantino, à margem de uma conferência da FIFA, em Londres.

Apesar de não querer comentar a grande penalidade assinalada a favor do clube catalão, que 'deu' o quinto golo aos anfitriões, Infantino considerou que a polémica em torno de uma eventual simulação de Luis Suarez vem reforçar a necessidade de aprovar o vídeo-árbitro.

"O vídeo-árbitro servirá, espero, para no futuro corrigirmos erros claros de arbitragem. [Sobre o penálti] Não sei se foi um erro claro ou não", comentou Infantino.

No entanto, Infantino reforçou que "se houver erros claros, poderão ser corrigidos pelo vídeo-árbitro, de forma a garantir que os jogos não sejam decididos por erros cometidos, de boa-fé, pelos árbitros.

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".