sicnot

Perfil

Desporto

Casillas passa a deter o recorde de jogos nas provas europeias

O guarda-redes espanhol do FC Porto, Iker Casillas, bateu, frente à Juventus, o recorde de presenças em jogos das competições europeias de futebol, com 175, ultrapassando o italiano Paolo Maldini.

Casillas, de 35 anos, tinha 157 jogos da UEFA ao serviço do Real Madrid antes de se transferir para o FC Porto, em 2015, pelo qual alinhou em mais dezoito partidas, o que lhe permitiu agora bater este recorde, a juntar a outro que detém, o de capitanear a seleção espanhola por 167 vezes, que partilha com Gianluigi Buffon, ao serviço da seleção italiana.


O anterior recordista, o histórico central do AC Milan, que jogou até aos 41 anos e participou em 174 jogos nas provas europeias, Paolo Maldini, foi campeão europeu por cinco vezes e conquistou sete campeonatos italianos.


A Maldini seguem-se o espanhol Xavi Hernandez, antigo médio do FC Barcelona, que disputou 173 jogos nas provas europeias e detém o recorde de títulos no futebol espanhol, nada menos de 28, entre os quais quatro ligas dos campeões europeus, e o holandês Clarence Seedorf, antigo jogador do Ajax, do Real Madrid, do Inter e do AC Milan, com 163 jogos.


De resto, Seedorf continua a ser o único jogador a vencer a Liga dos Campeões por três clubes diferentes, o Ajax, em 1995, o Real Madrid, em 1998, e o AC Milan, em 2003 e 2007.


Os jogadores portugueses melhor colocados nesta lista são Luís Figo e Cristiano Ronaldo, em 17.º e 18.º, respetivamente, ambos com 142 jogos nas provas europeias.

Lusa

  • Marcelo saúda "forma rápida" como Conselho de Ministros "tratou de tudo"
    1:03

    País

    O Presidente da República lembra que é preciso convergência de forma a adotar rapidamente as medidas mais urgentes do plano de emergência. No concelho de Tábua, Marcelo Rebelo de Sousa destacou ainda os esforços do Conselho de Ministros, mas lembrou que as medidas anunciadas são apenas o início de um processo e não o fim.

  • TAP recruta mais assistentes de bordo
    2:40

    Economia

    A TAP assegura que, até ao final de outubro, os problemas com falta de tripulação vão terminar. Até ao final do ano vão ser contratados novos assistentes de bordo, mas o sindicato diz que não chega.

  • "Um ataque e uma humilhação contra o povo catalão"
    1:35