sicnot

Perfil

Desporto

Antigo tenista argentino Enrique Morea morre aos 92 anos

Enrique Morea à esquerda

Victor R. Caivano

O antigo tenista argentino Enrique Morea - um dos mais destacados representantes do desporto argentino - morreu esta quarta-feira aos 92 anos, vítima de doença prolongada.

"O ténis argentino está de luto. Despedimo-nos com profunda dor de Enrique Morea", lamentou a Federação de Ténis Argentina, da qual o ex-praticante foi designado presidente honorário, em 2010.

Morea, que foi considerado o melhor tenista sul-americano entre 1946 e 1966, segundo indica a agência noticiosa argentina Télam, tornou-se um árbitro de referência após ter terminado a carreira de jogador e, mais tarde, dirigente, tanto da federação argentina, como na Federação Internacional de Ténis.

Lusa

  • Avião cruza-se com drone a 900 metros de altitude
    2:01
  • Naufrágio na Colômbia registado em vídeo
    2:11
  • PSP descentraliza a regularização de armas
    3:55

    País

    A PSP de Bragança percorreu os 12 concelhos do distrito ao encontro dos proprietários de armas com vista à sua regularização. A iniciativa, que pretende evitar a deslocação das pessoas à capital de distrito, teve uma forte adesão.

  • Pagar IMI a prestações e um Documento Único Automóvel mais pequeno

    País

    O programa Simplex + 2017 é apresentado hoje à tarde e recebeu mais de 250 propostas de cidadãos ao longo dos últimos meses. As novas medidas preveem o pagamento em prestações do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e a criação de um simulador de custos da Justiça, que devem estar em vigor no próximo ano.

  • O último adeus a Miguel Beleza

    País

    O velório do economista e ex-ministro das Finanças realiza-se esta segunda-feira na Igreja do Campo Grande, em Lisboa, a partir das 18h00.

  • Trump quebra tradição da Casa Branca com 20 anos

    Mundo

    Donald Trump decidiu não fazer um jantar de celebração pelo fim do Ramadão, o mês em que os muçulmanos cumprem jejum entre o nascer e o pôr do sol. O Presidente dos Estados Unidos quebrou a tradição da Casa Branca, pela primeira vez em 20 anos.