sicnot

Perfil

Desporto

Augusto Inácio deixa o Moreirense

ANTONIO COTRIM

O Moreirense anunciou hoje a saída do treinador Augusto Inácio, "por motivos pessoais". O técnico vai ser substituído por Petit.

Inácio, que chegou a Moreira de Cónegos a 28 de novembro para substituir Pepa, conduziu o Moreirense à conquista histórica da Taça da Liga em janeiro, mas, desde então, não somou qualquer vitória, levando já oito jogos sem ganhar.

Em comunicado publicado no site ofical e nas redes sociais, o clube revela:

O Moreirense Futebol Clube, Futebol SAD informa que terminou, nesta data, por motivos pessoais e de forma amigável, o contrato com o seu técnico Augusto Inácio.
A Augusto Inácio, o Moreirense FC agradece todo o empenho e profissionalismo demonstrados e deseja as maiores felicidades profissionais e pessoais.
O próximo treinador já está escolhido. Armando Teixeira, conhecido por “Petit”, inicia funções amanhã.
Petit assina contrato com o clube até ao final da temporada com mais uma época de opção e conta com os atuais adjuntos na sua equipa técnica.

Petit, ex-treinador do Tondela assinou com o conjunto de Moreira de Cónegos, 16.º classificado da I Liga de futebol, após 26 jornadas, até ao final da temporada, com mais uma de opção, e inicia funções na terça-feira.

O Moreirense soma cinco vitórias, seis empates e 15 derrotas na I Liga, para um total de 21 pontos, que lhe dão o 16.º lugar, quatro pontos à frente de Tondela e Nacional, as duas equipas que se encontram nos lugares de despromoção.

Com Lusa

  • Marcelo não comenta proposta sobre nomeação do governador do BdP
    0:14

    Economia

    Marcelo Rebelo de Sousa não quis comentar a proposta do grupo de trabalho para a reforma da supervisão financeira, que recomenda que o governador do Banco de Portugal seja nomeado pelo Presidente da República. Marcelo não quis comentar o assunto esta quarta-feira durante a tomada de posse do Reitor da Universidade de Lisboa.

  • Habitantes da favela da Rocinha temem novo episódio violento
    2:54

    Mundo

    Localizada no Rio de Janeiro, a Rocinha, maior favela do Brasil, foi palco de um tiroteio entre traficantes, no último fim de semana. Agora, pelo terceiro dia consecutivo, a polícia do Rio de Janeiro está a fazer um cerco em algumas favelas cariocas à procura de traficantes. A comunidade está assustada e receia que episódios violentos como este se repitam.