sicnot

Perfil

Desporto

Tiger Woods espera conseguir disputar o Masters

O golfista norte-americano Tiger Woords disse esta segunda-feira que está a "tentar tudo" para conseguir voltar a disputar o Masters de golfe, depois de ter tido problemas nas costas.

Vencedor em quatro ocasiões da prova que arranca a 6 de abril, Tiger, de 41 anos, não joga desde que abandonou o Dubai Desert Classic, em fevereiro, devido a espasmos nas costas, um problema que o tem afetado nos últimos anos.

"Eu sei que a mente está preparada. Preciso de fazer com que o corpo esteja disposto a conseguir. A parte difícil é conseguir tempo de preparação", explicou o norte-americano, que venceu um número recorde de 79 títulos PGA, numa entrevista a um canal de televisão norte-americano.

O torneio tem "muita história e significado" para Woods, que se tornou o primeiro negro a vencer a prova, em 1997.A última participação do golfista na prova foi em 2015, quando terminou em 17.º, sendo que não vence um dos principais torneios do circuito desde o triunfo no US Open de 2008.

Tiger Woods é o segundo jogador com mais vitórias em 'majors', com um total de 14 títulos (quatro no Masters, três no US Open, três no British Open e quatro no PGA Championship), perdendo apenas para Jack Nicklaus, que soma 18.

Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.