sicnot

Perfil

Desporto

Miguel Oliveira foi o quarto mais rápido nos treinos do GP das Américas

O português Miguel Oliveira (KTM) foi esta sexta-feira o quarto mais rápido nos treinos livres de Moto2 do Grande Prémio das Américas, terceira prova do Mundial de motociclismo, que se realiza em Austin, nos Estados Unidos.

Depois de ter sido o mais rápido na sessão matinal (2.11,606 minutos), o piloto de Almada melhorou o tempo na segunda, mas fechou o dia com o quarto tempo (2.11,223 minutos), rodando cerca de seis décimos de segundo mais lento do que o espanhol Alex Márquez (Kalex), que foi o mais rápido em pista (2.10,601).

Vencedor das duas primeiras provas, o italiano Franco Morbidelli, colega de Márquez, gastou mais três décimos do que o espanhol na sua volta mais rápida (2.10,901) e fez o segundo registo do dia, à frente do alemão Marcel Schrotter (Suter) e do português, segundo classificado na Argentina.

"Durante a manhã, as condições estavam um pouco melhor. Não tinha muito ritmo, mas consegui fazer uma boa volta rápida, terminando em primeiro na sessão.

Na segunda sessão conseguimos ser muito mais constantes, embora as condições estivessem muito mais complicadas para melhorar o tempo. Ainda assim acabou por correr tudo bastante bem.

A mota tem pontos que pode melhorar, mas sinto que estamos bastante perto do 'setting' que usaremos.

Amanhã teremos algumas coisas para experimentar no terceiro treino livre e estamos concentrados em fazer uma boa qualificação", afirmou Miguel Oliveira.

No sábado, depois da terceira sessão de treinos livres, realiza-se a qualificação para a corrida de domingo, para qual Miguel Oliveira parte como terceiro classificado do Mundial, com 33 pontos, atrás de Morbidelli, com 50, e do suíço Thomas Luthi (Kalex), com 36.


Lusa

  • Coreia do Norte foi "isolada à força"

    Mundo

    O empresário espanhol León Smit, que organiza visitas à Coreia do Norte, diz que o país foi "isolado à força", sendo "muito difícil" estabelecer relações comerciais com Pyongyang, sob o regime de Kim Jong-un.

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Segunda-feira no Jornal da Noite