sicnot

Perfil

Desporto

Ronaldo prestes a ser acusado de fraude fiscal, avança imprensa espanhola

O diário digital espanhol El Confidencial noticiou esta sexta-feira, citando "fontes próximas do processo", que a Autoridade Tributária está a preparar-se para acusar o futebolista internacional português Cristiano Ronaldo de fraude fiscal.

O El Confidencial precisou que o caso é semelhante ao que levou o Fisco espanhol a acusar de fraude fiscal o defesa internacional português Fábio Coentrão, colega de Ronaldo no Real Madrid, no valor de 1,29 milhões de euros, entre 2012 e 2014.

As mesmas fontes adiantaram ao diário espanhol que o processo contra Ronaldo deverá dar entrada em breve na Procuradoria de Madrid, uma vez que o prazo para concluir a acusação por delitos fiscais relativos a 2011 expira a 30 de junho.

O El Confidencial citou uma reposta ao jornal da agência que representa Ronaldo, segundo a qual o avançado, melhor futebolista mundial em 2008, 2013, 2014 e 2016, "nunca teve intenção de defraudar" o Fisco espanhol.

Na terça-feira, a Procuradoria de Madrid apresentou queixa por fraude fiscal contra Fábio Coentrão e o internacional colombiano Falcao, atualmente no Mónaco, que é acusado de ter defraudado o Fisco em 5,66 milhões de euros, entre 2012 e 2013.

Estas denúncias juntam-se às apresentadas pelas autoridades espanholas contra o argentino Angel Di Maria e o português Ricardo Carvalho, quando eram jogadores do Real Madrid e também por alegada evasão fiscal.

Lusa

  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Itália tenta colocar migrações na agenda do G7 contra vontade dos EUA
    1:45
  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.